o investidor brasileiro

Pesquisa da ANBIMA realizada com mais de 3,3 mil pessoas de todo o país para conhecer os hábitos de poupança e de investimento da população brasileira levantou informações importantes para entender o comportamento do investidor brasileiro. Em respostas espontâneas, ou seja, sem opções de escolha, apenas 45% da população disse conhecer um ou mais tipos de produtos, com destaque para a poupança, citada por 32%. Abaixo, você conhece um pouco mais do perfil do investidor brasileiro.

Efetivamente, apenas 42% dos brasileiros tinham algum saldo aplicado em produtos de investimento. Dessas pessoas, apenas 9% investiram algo em 2017. A poupança é o principal destino das economias dos investidores brasileiros. O perfil predominante é daqueles com mais de 25 anos, maior escolaridade, renda superior a dois salários e pertencentes às regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (39%). Quando analisada exclusivamente a renda, 44% das pessoas que recebem mais de dez salários declaram guardar dinheiro na poupança. O percentual cai para 28% entre os entrevistados que ganham até dois salários mínimos.

investidor brasileiro

Fonte: ANBIMA

Para o investidor brasileiro, a segurança é o principal motivo que o leva a investir (54% dos investidores). Ele não enxerga os produtos financeiros como uma forma de maximizar o patrimônio ou auferir ganho, mas como uma maneira de guardar o que economizou em um lugar seguro. A busca por retorno financeiro aparece em segundo lugar entre as motivações (16% dos investidores). O motivo que aparece em terceiro lugar (12%) é poder sacar sem prejuízo o dinheiro guardado.

Minha Casa – Minha Vida: O Destino das Aplicações dos Investidores Brasileiros

A compra do imóvel próprio é o principal objetivo das aplicações financeiras do investidor brasileiro. Veja abaixo os principais objetivos pelos quais o brasileiro guarda dinheiro:

  • 31%: Comprar imóvel
  • 15%: Emergências
  • 11%: Comprar veículo
  • 10%: Viagens
  • 7%: Empreender
  • 6%: Estudo
  • 6%: Futuro dos filhos
  • 6%: Construção/reforma de casa
  • 5%: Aposentadoria
  • 5%: Uso quando necessário

Gerente, O Amigo da Onça

O gerente do banco continua tendo papel fundamental para o investidor brasileiro. Veja abaixo como o brasileiro se informa sobre investimentos:

  • 41%: Conversando com o gerente do banco ou do corretor de investimento
  • 33%: Conversando com amigos e parentes
  • 29%: Sites de notícias
  • 17%: Consultorias de  investimento
  • 11%: Apps de corretoras
  • 9%: Blogs e fóruns de investimento
  • 5%: Não buscam informações
  • 3%: Meios de comunicação

Números Alarmantes

  • Apenas 9% dos brasileiros fizeram investimentos em aplicações financeiras  em 2017
  • Apenas 22% dos que não investiram em 2017 têm a intenção de fazer uma aplicação financeira
  • 47% dos brasileiros acreditam que serão sustentados pelo governo na aposentadoria
  • 76% dos brasileiros não sabem qual é a rentabilidade da poupança

27 thoughts on “O Investidor Brasileiro

  1. Meu amigo , infelizmente , hoje num país capitalista , onde se compra luxo e se vende luxo , se pergunta : o que uma pessoa está fazendo no banco se pode fazer tudo pela internet? LUXO, LUXO.,E MAIS LUXO ……então meu caro, meu carríssimo , quando um Gerentão lhe oferecer um plano de previdência , uma poupança , um seguro de vida , faça : ELE ESTÁ COM A RAZÃO.

  2. Meu amigo , infelizmente , hoje num país capitalista , onde se compra luxo e se vende luxo , se pergunta : o que uma pessoa está fazendo no banco se pode fazer tudo pela internet? LUXO, LUXO.,E MAIS LUXO ……então meu caro, meu carríssimo , quando um Gerentão lhe oferecer um plano de previdência , uma poupança , um seguro de vida , faça : ELE ESTÁ COM A RAZÃO.

  3. Mestre !
    Boa tarde
    Quando comecei a trabalhar aos 14 anos em 1970, no tempo da ditadura militar, os canais de televisão, o radio, anunciavam dia e noite para investir na poupança e continuou assim por décadas, teve até uma caderneta de poupança cujo dono era o principal Ministro dos militares e o JÔ Soares fazia a propaganda,
    por outro lado a Bolsa infelizmente era muito mal vista pela população, por causa das noticias nos jornais
    de cambalachos deque muitas empresas fizeram e deram golpes nos acionistas, sem contar que era muito complicado investir , pois para a maioria da população não tinha nem ideia de como chegar a uma corretora para um possível investimento. Muitos anos se passaram, a Bolsa se regulamentou,
    a quantidade de informações e de corretoras cresceram muito, mas o espirito de investidor não faz pare da cultura do brasileiro, acredito que so o tempo vai reverter essa tendência, com a educação financeira, principalmente passando de pai para filho.Dizer simplesmente que a população em geral não possui educação financeira é hipocrisia, pois nunca foi dado condições às´pessoas ao aprendizado Lembrando os Americanos do Norte, que no inicio da industrialização deles, corretores de ações, percorriam o pais oferecendo ações de empresas a população, historicamente, culturalmente ela absorveram o habito de investir em empresas através de compra de ações e por eese motivo ela são
    hoje o grande imério mundial.

  4. Números alarmantes que refletem bem a falta de educação financeira dos brasileiros.

    Infelizmente num futuro próximo teremos uma legião de idosos passando fome esperando o governo cuidar delas. Muito triste.

    “47% dos brasileiros acreditam que serão sustentados pelo governo na aposentadoria”

  5. Nunca fomos tantos, mais ainda pertencemos à ponta da pirâmide, Uó.

    Analisando a pesquisa mais a fundo, constatamos que o desconhecimento do que seja educação financeira não é um problema tupiniquim, mas mundial.

    Sei que aqui você focou nos nossos números (e eles são horríveis), mas eles são surpreendentemente melhores que muitos países desenvolvidos, como os dos países escandinavos e até mesmo os do Japão.

    Abraço!

  6. Uo, o povo brasileiro não tem nem m.. para defecar mas está no estádio de futebol enchendo o saco, fica 50 anos pagando ingressos futebolísticos, depois na velhice enche o saco do governo.
    Falei e disse

  7. Fato interessante é o seguinte, quando eles colocam que o motivo da poupança é a casa própria pode ter certeza que na maioria dos casos é poupança para guardar a entrada do financiamento imobiliário.

  8. Essa pesquisa só demonstra o quão falido está o sistema de educação brasileiro. Mal se ensina português e matemática básica nas escolas imagina ter matéria de “educação financeira”.

    1. Olá K!
      Algumas iniciativas de educação financeira nas escolas já estão sendo tomadas, mas tem muito ainda a ser feito.
      Abraço!

  9. No meu trabalho, em uma empresa de razoável porte, só conheçoais duas pessoas que se interessam por investimentos.

    Infelizmente a obsessão pela casa própria mina a capacidade do brasileiro de procurar outras oportunidades de fazer o dinheiro trabalhar pra ele.

    Fuleiro
    investidorfuleiro.blogspot.com

  10. Ótimo post!

    Ainda há muito trabalho a ser feito, no ramo das finanças pessoais e dos investimentos.

    A boa noticia, é que já 9% dos brasileiros se informa sobre investimentos em blogs e fóruns de investimento.

    Daqui a uns 10 anos, com o crescimento dos blogs e dos canais do YouTube, a percentagem pode passar de 9% para uns 20%. O que é bom, tanto para nos que temos blogs de finanças e investimentos, como para as pessoas que vão ficar com mais informação sobre este tema!

    Abraço e bons investimentos.

  11. Lamentável, Uó! Acredito que seja, de fato, a realidade da população brasileira.

    Mesmo “à nossa volta”, como o Anon1 citou acima, a maioria não investe. Podem ter casas, carros, viagens, mas a maioria ainda depende do seu salário mensal. Gostaria de imaginar qual seria a porcentagem das pessoas que possuem uma reserva de emergência equivalente, ao menos, a 6 meses de seus gastos mensais. Eu chutaria abaixo de 5%…

    Triste ainda que tantas pessoas ainda dependam do gerente do banco… Talvez os FIIs de agências sobrevivam um pouco mais do que eu imaginava rsrs

    Abraço!

    1. Pois é André,
      À minha volta só vejo endividados, rs.
      Você não ve futuro para os FIIs de agências?
      Abraço!

  12. Brasileiro ganha pouco e quem consegue ou pode investir, a maioria desses não possui ‘educação sobre investimentos financeiros.
    Outros possuem medo e ficam na poupança.

  13. 47% dos brasileiros acreditam que serão sustentados pelo governo na aposentadoria… Nao vai ter viaduto suficiente pra tanto indigente.
    A obsessão pela casa própria acaba minando a capacidade de poupança. Quem ao trancos e barrancos guarda um dinheirinho na poupança gasta tudo pra dar entrada num imóvel e depois fica preso ao financiamento. Ao final do financiamento está mergulhado na mais completa ignorância financeira e acostumado a viver de contra cheque a contra cheque, por isso nem liga mais pra investir pois afinal conquistou o sonho da casa própria.

  14. Não acredito muito nesses dados!

    Pois a minha volta, conhecido de trabalho, colegas de escola e tal, todos têm aplicação financeira, Fundo de Bancos é o principal.

    1. Bom, na minha família, sou um dos poucos que investe. Pode ter certeza que esta é uma realidade brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.