Alocação de Ativos na Construção da sua Riqueza

Em investimentos, a estratégia “Alocação de Ativos” busca otimizar a relação entre o risco e o retorno através do dimensionamento dos recursos investidos nos diversos ativos financeiros disponíveis no mercado. Em outras palavras, o método de alocação de ativos preconiza que o investidor deve procurar diversificar seus investimentos em consonância com sua tolerância ao risco, metas de vida e horizonte de tempo. Estudos acadêmicos mostram que mais de 90% da variação do retorno de uma carteira de investimentos no longo prazo é atribuída a sua alocação de ativos. A parte restante – menos de 10% – é atribuída ao market timing e à escolha pontual de determinados ativos financeiros.

Expandindo um pouco mais a análise e considerando todos os recursos físicos e financeiros de posse de um grupo de pessoas, podemos perceber que a proporção de cada ativo no conjunto varia de acordo com o patrimônio do indivíduo. É o que demonstra o gráfico “What Assets Make Up Wealth? (Que Recursos Constroem Riqueza?)” publicado no site americano Visual Capitalist. O gráfico em questão apresenta uma visão da distribuição de recursos baseada em níveis de patrimônio líquido:

alocacao de ativos

O patrimônio líquido de uma pessoa é composto de diversos recursos, mas como a proporção de recursos varia para uma pessoa que possui um patrimônio de apenas 10 mil dólares para uma pessoa que possui um patrimônio de 1 bilhão de dólares?

O valor líquido – a medida usada para avaliar a riqueza – é a soma de todos os ativos de uma pessoa após subtração de passivos (como empréstimos). Portanto, o patrimônio líquido pode ser composto por poupança líquida, ações, fundos de investimento, imóveis, veículos e muitos outros tipos de ativos. Mas como a composição do patrimônio líquido difere de uma pessoa com US $ 100 mil em valor líquido para um bilionário? O gráfico mostrado acima foi montado a partir de dados da Pesquisa do Federal Reserve de finanças do consumidor a partir de 2016.

Com base no trabalho original de Ben Weber da Windfall Data, as categorias de ativos do gráfico foram resumidas para torná-lo mais didático. Por exemplo, imóveis residenciais e imóveis não residenciais foram combinados em uma única categoria. Títulos, títulos de poupança e certificados de depósito foram incorporados em uma única categoria de investimento de renda fixa. O resultado final é uma composição de valor líquido para cada um dos seis diferentes segmentos de riqueza. Por exemplo, no nível $ 10k, todos os valores líquidos de $ 10k a $ 99k são agrupados, e assim por diante.

Analisando o gráfico, percebe-se que a composição da riqueza acaba variando consideravelmente entre os menores e maiores patrimônios líquidos :

Moradia: Esta é, de longe, a classe de ativos mais importante para todos os níveis de patrimônio líquido até US $ 10 milhões.

Veículos: Para o nível de patrimônio líquido de até $ 99k, o valor alocado em veículos é maior do que o alocado em investimentos, como pensões, fundos, ações, etc.

Ações: O investimento direto em ações aumenta na medida em que o patrimônio cresce, e os bilionários possuem uma parcela significativa de riqueza em ações.

Empresas: A maioria dos multimilionários ou bilionários não possuem liquidez no patrimônio e possuem a maior parte da sua riqueza em participações de empresas.

Minha Alocação de Ativos

Ao escrever este artigo fiquei curioso em saber como está minha alocação de ativos atual. Para isto plotei um gráfico que apresenta 8 classes de recursos que possuo hoje em conjunto com minha esposa:

alocacao dos ativos

Em criptomoedas coloquei o valor em bitcoins que tenho hoje. Em empresas coloquei a minha participação societária na minha empresa de T.I. Em imóveis coloquei o valor atual que tenho em FIIs.

O valor líquido corresponde aos recursos que temos hoje em conta corrente, conta poupança e contas de corretoras. Como não tempos dívidas nem financiamentos, então podemos considerar que o total de ativos que possuímos hoje corresponde ao nosso patrimônio líquido.

Comparei minha alocação de ativos com as alocações apresentadas no primeiro gráfico deste artigo para tentar encontrar aquela que mais se assemelha. Porém concluí que estou totalmente fora da curva.

E você leitor, pode me dizer como está a distribuição de ativos em relação a seu patrimônio líquido?

32 comentários em “Alocação de Ativos na Construção da sua Riqueza

  1. Jr Responder

    Oi abacus. Muito seu site.

    Poderia por gentileza me tirar uma dúvida. Acumulei um bom patrimônio e quero fazer ele render juros mensais para minha renda passiva (aposentadoria mesmo).

    Qual caminho seguir.
    Alocar em:
    ações?
    fiis?
    td com cupom semestral?
    existem outras opções de investimento que “renda mensalmente e que possa fazer retiradas mensais”?

    Agradeço a atenção.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Oi Simplicidade!
      Definitivamente não sou fã de renda fixa, rs.
      Abraço!

  2. Georges Responder

    Parabéns pelo artigo sobre alocação de ativos! Bem completo e didático.

  3. Denis Responder

    Vive de aluguel e se acha o investidor ah vá lavar a casa da cachorra!

  4. MDElsewhere Responder

    Ábaco Líquido, parabéns pelo texto!

    Eu curto bastante o tema de Alocação de Ativos, e também acredito que ela é a chave de otimização para a construção de riqueza no longo prazo.

    Minha alocação agora é aproximadamente:
    – Criptomoedas: 2%
    – FIIs: 12%
    – Seguros: 4%
    – Aposentadoria: 14%
    – RF/Líquido: 18%
    – Ações: 50%

    Eu utilizava somente um gráfico em barras para ponderar minha alocação de ativos, mas passei a utilizar também um em linhas inspirado no seu (um que vc separa Ações, RF e FIIs em linhas).

    Abs!

  5. vidinho Responder

    Excelente postagem Uó

    Seria interessante montar o gráfico igual o primeiro, só em uma única barra.

    Muito legal saber a divisão de recursos que existe no mundo.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Fala Vidinho,
      Até ia fazer o gráfico daquela forma, mas não encontrei a função no Excel, sabe como fazer?
      Abraço!

  6. Cowboy Investidor Responder

    Parabéns pelo post UÓ,

    Minha alocação 75% em ações, 20% em FII’s e 5% em RF. Nada líquido. Uso RE de emergência a renda fixa.

    Estou parecido com os bilionários. kkkkkkkkk

    Abraços.

  7. ANDRE R AZEVEDO Responder

    Interessante o gráfico, Uó, embora não tenha entendido bem algumas coisas, como a diferenciação de empresas e ações. Veja que mesmo as pessoas com 10k possuem ambas. Você, com seu percentual de ações, não estaria representado em nenhum estrato rsrs

    Abraço!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Fala André!

      Minha tradução não ficou boa, rs. O artigo original definiu assim:

      Stocks (ações): The proportion of directly-held stock

      Business Interests (empresas): business equity…

      When you started your business, you may have invested your own money into your company. In fact, 77% of all small businesses rely on personal savings for initial funding, according to one study. These initial funds are the beginning of building equity in your business. Business equity represents ownership in a company. Equity is not just your initial investment. Once your business is up and running, equity also refers to the value of your business. As a business owner, you have rights to all the items of value, or assets, within your company. You also take responsibility for all the liabilities of your company. You measure your equity with the relationship between your assets and liabilities.

      Então entenda stocks (ações) como aqueles papéis que você compra via bolsa de valores e as demais participações que você por ventura tenha em outras empresas entenda como business interests ou business equity.

      Abraço!

  8. REinBrazil Responder

    Muito bom esse artigo. É interessante notar como ao longo do tempo naturalmente mudamos a alocação da riqueza de bens para ativos geradores de renda.

    No momento minha alocação é a seguinte:

    30% imóveis(FII), 29% ações, 20% Títulos Públicos, 8% liquido (Reserva para emergências), 8% veículos e 5% investimentos em dólar.

    Abraço!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Opa Rein!
      Legal sua alocação, bem equilibrada.
      Parabéns!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Fala Zé!

      Quando estava montando minha alocação fiquei com esta dúvida, afinal FIIs são fundos de investimento. Não seria errado ter colocado na categoria fundo de investimento, mas para ficar alinhado com o gráfico do site americano preferi colocar como imóveis. Na verdade o site americano chama esta categoria de Real State enquanto a categoria de fundos de investimentos (tradução minha) ele chama de Mutual Funds.

      Lá nos E.U.A. existem os chamados “Real Estate Mutual Funds” que investem em REITs e ações relacionadas a imóveis, mas não sei se há algo lá como os nossos FIIs.

      Real Estate Investment Trust – REIT: is a company that owns, operates or finances income-producing real estate. For a company to qualify as a REIT, it must meet certain regulatory guidelines. REITs often trades on major exchanges like other securities and provide investors with a liquid stake in real estate.

      Mutual Fund: Is an investment vehicle made up of a pool of moneys collected from many investors for the purpose of investing in securities such as stocks, bonds, money market instruments and other assets. Mutual funds are operated by professional money managers, who allocate the fund’s investments and attempt to produce capital gains and/or income for the fund’s investors.

      Real Estate Mutual Funds: Typically invest in REIT stocks, real estate related stocks or a combination of both.

      Em suma, talvez seja mais exato pensar em Real State como sendo imóveis físicos que você foi lá, comprou e registrou em cartório. Já os FIIs seriam de fato fundos de investimento baseados em imóveis assim como os Real estate mutual funds, apesar de que estes investem em ações e REITs, algo que os nossos FIIs não fazem.

      Abraço!

  9. Diego Responder

    Faço alguns investimentos mas em Day trade, É pouca a quantidade que ganho cerca de 300 a 500 reais por mês uso para completar minha renta. Mas atualmente minha renda vai toda pra pagar financiamentos e empréstimos uso o dinheiro do day trade para imprevistos

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Fala Diego!
      Quanto antes você se livrar destes empréstimos e financiamentos melhor. Dormirá muito mais tranquilo e sobrará uma graninha para investir em ativos sólidos.
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.