Nunca declarei conta corrente no imposto de renda. É necessário declarar conta corrente no imposto de renda? Resposta: Se sua conta corrente tiver saldo superior a R$ 140 em 31/12 do ano anterior, então ela deve ser declarada. Contas com saldo negativo (cheque especial) também devem ser informadas como dívidas se o valor ultrapassar R$ 5.000. O contribuinte, contudo, é livre para declarar ou não a conta corrente que tenha com saldo inferior a R$ 140. Aprenda aqui como declarar conta corrente no Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Depósito em conta corrente no imposto de renda, movimentação bancária, saldo em conta corrente, e muito mais…

A Receita Federal precisa saber quais são os bens dos cidadãos. E dinheiro parado em conta corrente é um bem que precisa ser declarado pelo contribuinte. Se você tinha conta corrente no final de 31/12/2018 ou no final de 31/12/2017, então precisará informar os valores ao Fisco.

O saldo da conta corrente no final do ano anterior deve ser declarado. No entanto, esta é uma informação obrigatória apenas se o saldo em conta era superior a 140 reais em 31/12/2018. O informe de rendimentos financeiros pode ser obtido nas agências do banco no qual você mantém sua conta ou pelo Internet Banking.

Alguns bancos fazem aplicações automáticas do saldo em conta corrente. Por isso, é possível que no seu informe o saldo que você possuía apareça em alguma linha relacionada a aplicações financeiras, como RDBs, CDBs, notas compromissadas e outras.

Como Declarar Conta Corrente em Bens e Direitos?

Dinheiro em conta corrente no fim do ano deve ser declarado como bens na ficha Bens e Direitos conforme mostrado na figura abaixo. O investidor deve lançar o valor no final do ano anterior ao ano-calendário e no final do ano-calendário. O código a ser utilizado é o 61 – Depósito bancário em conta corrente no País.

como declarar conta corrente

Devem ser informados os seguintes campos:

  • CNPJ: CNPJ do banco;
  • Discriminação: Informações diversas sobre a conta corrente;
  • Agência: Número da agência bancária onde a conta corrente foi aberta;
  • Conta: Número da conta corrente;
  • DV: Dígito verificador do número da conta corrente;
  • Situação em 31/12/2017: Valor da conta corrente em 31/12/2017 (conforme informe de rendimentos);
  • Situação em 31/12/2018: Valor da conta corrente em 31/12/2018 (conforme informe de rendimentos).

Observação: Se o contribuinte possuir mais de uma conta corrente é necessário repetir o procedimento para cada conta. Ou seja, não é permitido somar todas as contas e colocar o valor em apenas um item de lançamento, mesmo que sejam contas do mesmo banco.

Conta Corrente Negativa (Cheque Especial)

Se a sua conta estava negativa no último dia do ano, então o campo 21/12/2018 da ficha de bens deve ficar zerado. Além disto, deve acessar a ficha Dívidas e Ônus Reais para lançar o valor da dívida. Use o código 11 – Estabelecimento bancário comercial.

como declarar cheque especial

No campo descrição, informe os dados da conta e do banco. Nos campos de situação informe os respectivos valores.

Como Declarar Conta Corrente Conjunta?

Conta corrente conjunta é aquela conta que possui mais de uma titularidade. É muito comum entre familiares e entre cônjuges. Mas como declarar uma conta corrente de multi-titularidade? É simples, na ficha Bens e Direitos, cada titular declarar sua participação na conta conjunta. Por exemplo, se um pai tem uma conta corrente com sua filha no valor de 1000 reais, sendo que e a filha tem 900 reais nesta conta e o pai tem 100, então na declaração do pai será lançado o valor 100 e na declaração da filha o valor 900. É interessante colocar no campo Discriminação um texto informando que a conta é conjunta e informando o nome e CPF do outro titular. Caso não seja possível determinar exatamente o valor que cada um possui na conta, o saldo poderá ser dividido entre os titulares.

Informe de Rendimentos para Declaração de Conta Corrente

Todas as instituições financeiras onde o investidor possui ativos devem fornecer o Informe de Rendimentos Financeiros do último ano-calendário. Geralmente são enviados por correio ou podem ser acessados nos sites das instituições. Logo abaixo temos um exemplo de um informe:

informe de rendimentos

No destaque 1 estão os CNPJs relacionados à instituição financeira. O investidor deve tomar cuidado pois os rendimentos apresentados logo estão vinculados à apenas um dos CNPJs.

No destaque 2 são apresentados os saldos das posições financeiras no ano-calendário anterior e no destaque 3 os saldos das posições no ano-calendário em questão.

No destaque 4 são apresentados os rendimentos de cada aplicação financeira, tais como poupança e títulos do tesouro.

Como Declarar Conta Corrente de Corretora?

Corretora de valores não é banco mas o dinheiro que você deixa parado lá (aquele que não está investido) também precisa ser declarado no imposto de renda caso o valor seja maior que 140 reais. O valor deve ser declarado na ficha Bens e Direitos com o código 69 – Outros depósitos à vista e numerário. Será necessário entrar com o CNPJ da corretora. Nos campos Situação em 31/12/xx entre com os valores que estão no informe de rendimentos. Veja no vídeo abaixo como fazer…

Dúvidas mais Comuns Sobre Declaração de Conta Corrente

Dúvida do contribuinte: Como declarar de saldo negativo de conta-corrente? No informe de rendimentos consta C/Corrente: em 31/12/2017, -R$ 216,54 e, em 31/12/2018, R$ 2. E, no informe de rendimentos consta C/Poupança: em 31/12/2017, R$ 1.404,18 e, em 31/12/2018, R$ 2.137,35, com rendimentos de R$ 96,91. Como devo lançar esse rendimento?

Os empréstimos (dívidas) devem ser informados na ficha Dívidas e Ônus Reais. Entretanto, dívidas até R$ 5 mil estão dispensadas de declarar. O rendimento da poupança deve ser lançado na ficha Rendimentos Isentos ou Não Tributáveis, código 12.

Dúvida do contribuinte: Em dezembro de 2018, emprestei R$ 100 mil para meu filho completar o valor para aquisição de um imóvel próprio. Do valor emprestado, receberei R$ 20 mil em abril/2019. Os R$ 80 mil restantes serão amortizados em 60 parcelas a partir de junho/2019, de um empréstimo que farei em uma instituição financeira e cujos valores das prestações mensais ela fará depósitos identificados em minha conta-corrente. Como devemos declarar, eu e ela, na prestação anual de IR? Quais campos deverão ser preenchidos? Os depósitos identificados são suficientes para comprovar que ela está quitando mês a mês as parcelas do financiamento?

Nesta declaração, a pessoa que está emprestando (pai) deve declarar o valor na ficha Bens e Direitos informando no campo Discriminação, o CPF do tomador e as condições do empréstimo. Quem recebe (filho) declara a quantia na ficha ficha Dívidas e Ônus Reais, informando o CPF do cedente e as condições. Na próxima declaração (2020) procederá a baixa dos valores recebidos. Os depósitos identificados comprovarão a quitação.

Dúvida do contribuinte: Pretendo fazer a declaração simplificada em 2018. Há necessidade de declarar conta corrente? Tenho conta em banco há anos e nunca declarei. No caso de obrigatoriedade de declaração, tenho que fazer retificação dos anos anteriores?

Resposta: Correto, o saldo da conta de conta corrente cujo valor individual seja superior a R$ 140 deve ser informado na ficha de “Bens e Direito”, tanto no modelo completo quanto no simplificado. Caso o saldo de poupança dos anos anteriores forem superiores a R$ 140,00 as mesmas devem ser retificadas.

Dúvida do contribuinte: Tenho uma conta onde sou o segundo titular junto com meu avô. O dinheiro que está lá é todo dele, só sou titular para ajuda-lo nos trâmites bancários. Preciso declarar? Como declarar?

Resposta: Você deverá declarar a conta corrente com o valor zerado. Na ficha Bens e Direitos entre com todos os dados (CNPJ, nome do banco, agência, conta) e no campo Discrição informe que é conta conjunta com o “fulano de tal” mas que você não tem dinheiro na conta.

Dúvida do contribuinte: Tenho uma conta corrente conjunta com minha esposa. Lá tem dinheiro meu e dela. Como declarar no imposto de renda?

Resposta: Quando os cônjuges (ou companheiros) optarem por apresentar a Declaração de Ajuste Anual em separado, todos os bens ou direitos comuns devem ser relacionados em apenas uma das declarações, independente do nome de qual cônjuge (ou companheiro) consta na documentação dos referidos bens ou direitos, tais como: imóveis, conta-corrente, veículos, ações. Desa forma, se o marido for declarar os bens comuns do casal, será ele que deverá declarar a conta corrente. Se for a esposa então será ela. Na declaração do cônjuge em que não constar os bens comuns do casal, por constarem na declaração do companheiro, deve ser incluída informação no campo “Discriminação”, utilizando-se o código 99, relatando que os bens e direitos comuns estão apostos na declaração do cônjuge (ou companheiro), informando também o nome e número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do cônjuge (ou companheiro).

55 comentários em “Como Declarar Conta Corrente?

  1. Pingback: Tem dúvidas sobre a declaração a Receita Federal? Leia tudo sobre o IRPF 2018! – Terceirização Contábil

  2. Pingback: Imposto de Renda 2018 Restituição Calendário e Cronograma

  3. Eunice Monteiro Responder

    Bom dia!
    Muito bom o post!

    O grande problema que estou enfrentando são as informações bancárias, qd o cliente tem empréstimos, tem extrato financeiro, que não estão sendo emitido de acordo com o que a receita pede. Ex: Situação em 31/12/2016; situação em 31/12/2017; total pago em 2017 – eles estão informando o total do saldo devedor. Fica difícil!

    abs

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Eunice,
      Realmente os banco não estão facilitando a vida do contribuinte.
      Abraço!

  4. CARLOS VANDERLEY SILVA Responder

    Boa tarde , gostaria de saber se tenho que declarar as contas bancárias dos meus dependentes , ex.; Esposa, e como devo fazer. E também no caso dela ter empréstimo nessa conta. Obrigado

  5. Talita Responder

    Tenho conta corrente numa cooperativa, até outubro eles tinham um cnpj, em novembro e dezembro eles mudaram de cnpj. Como declaro?

  6. JHONATAN CARNEIRO DA SILVA Responder

    emprestei minha conta para ser transitado valores altos, porem eu fico apenas com 2% destes movimentos, exemplo: foi movimentado em minha conta R$120.000,00; fico com apenas R$2.400 é meu (2%)..como declarar essa movimentação?

    • Anônimo Responder

      Você é um laranja com consentimento. Provavelmente cairá na malha fina pra justificar tais valores.

  7. Débora Responder

    Nunca declarei imposto de renda. Porém, em 2017 emprestei meu nome para um parente próximo, e entrou em nome um Caminhão no valor de +ou- 90 mil. No começo de 2018 entrou uma pickup de 12 mil e foi vendido o caminhão, sendo que passou (entrou em um dia e saiu no outro) pela minha conta 75 mil oriundos dessa negociação. Tambem em 2017 obtive rendimentos em carteira assinada no valore de 20 mil. Devo declarar?

  8. paulo Responder

    emiti cheques em 2017 para aquisição de um imóvel, como os cheques não foram descontados, consta no meu saldo bancário, como declarar no IR?

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Paulo,
      Você deve declarar o saldo da conta bancária exatamente como está no informe de rendimentos. Se declarar diferente pode cair na malha fina.

  9. Pingback: Informe de Rendimentos Banco Bradesco para Imposto de Renda 2018

  10. Adriana Responder

    Bom dia! Como eu faço para declarar a parte do informe relativa aos RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS, DEDUÇÕES E IMPOSTO RETIDO NA FONTE? É que o meu pai é portador de moléstia grave e a isenção começou a partir do segundo semestre de 2017. Portanto, tudo que recebeu entrou na parte de isenção, porém, o imposto foi retido na fonte para o primeiro semestre.
    Obrigada,

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Olá Adriana,
      Não entendemos a informação “tudo que recebeu entrou na parte de isenção” pois a isenção só passa a valer a partir do reconhecimento do INSS.

  11. Cristina Responder

    Bom dia, tinha uma conta com 200 sem movimentacao e fechei a conta, nunca declarei, tenho q declarar?

  12. Pingback: Informe de Rendimentos Banco Santander para Imposto de Renda 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.