Um dos erros mais comuns na escrita da língua portuguesa está na grafia das palavras mau e mal. O som destas duas palavras é praticamente o mesmo, mas o uso de casa uma irá depender da frase. As dúvidas mais comuns são: menos mau ou menos mal? passando mal ou mau? mal caráter ou mau caráter? lobo mal ou lobo mau? mal amada ou mau amada? mal caminho ou mau caminho? mal contato ou mau contato? mal educado ou mau educado? mal estar ou mau estar? mal exemplo ou mau exemplo? mal jeito ou mau jeito? mau acostumado ou mal acostumado? mau atendimento ou mal atendimento? mau cheiro ou mal cheiro? mau gosto ou mal gosto? mau humor ou mal humor? nada mal ou nada mau? mal hálito ou mau hálito?

As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Mas como os seus significados são diferentes, são empregadas em situações diferentes. Existe uma regra simples e eficiente para sabermos se devemos escrever mau ou mal: substituir “mal” por “bem” e “mau” por “bom” e analisar se a frase faz sentido. Por exemplo, faz mais sentido dizer “lobo bom” ou “lobo bem”? Faz mais sentido dizer “lobo bom”, então o contrário seria “lobo mau”. A regra funciona muito bem, mas que tal prestar atenção ao significado e ao contexto de cada uma para entender quando usá-las sem recorrer a este macete?

mau ou mal

“Mal” e “mau” são duas palavras homófonas. Ou seja, são pronunciadas da mesma maneira, mas escritas de maneiras diferentes. Exemplos: Lobo mau (antônimo: lobo bom) / Mal-estar (antônimo: bem-estar)

Uso do Mau

A palavra mau tem origem no latim malu. Ela é utilizada pelos falantes para fazer referência a algo que não seja de boa qualidade. A palavra “mau” é sempre adjetivo e significa “ruim”, isto é, algo ou alguém que causa prejuízo. É antônimo de bom, tem como plural “maus” e como feminino a forma “má”. Como é um adjetivo então sempre refere-se a um substantivo. Exemplos de uso do “mau”:

  • O lobo da estória Chapeuzinho Vermelho é mau.
  • Aquele político tem um mau caráter.
  • O pai deu um mau exemplo pra o filho.
  • Meu irmão está indo para um mau caminho.
  • O telefone estragou por mau contato.
  • Estou de cama pois tive um mau jeito.
  • Fui ao banco e tive um mau atendimento do caixa.
  • O lixo está com mau cheiro.
  • Aquela atriz tem mau gosto para se vestir.
  • Sempre acordo de mau humor.
  • Gostei do seu trabalho, nada mau para quem acabou de se formar.
  • Preciso tratar o meu mau hálito.

Uso do Mal

A palavra mal, que tem origem no latim male. A palavra “mal” tem uma gama maior de utilização podendo ser um substantivo comum, uma conjunção ou um advérbio.

Advérbio de modo: quando significa “de modo irregular”, “de modo errado”, “de modo insuficiente”, “com dificuldade”, “de modo indelicado” ou “incorretamente”. Nesse caso, é invariável e seu antônimo é o advérbio “bem”. Como todo advérbio, refere-se sempre a um verbo. Exemplos:

  • Estou comendo muito mal.
  • Não fui trabalhar pois estou passando mal.
  • Ela é uma mulher amarga pois é mal amada.

Substantivo: quando significa “nocivo” e “prejudicial” ou pode ser usado como sinônimo de doença. Como substantivo, admite plural (“males”) e pode ser precedido de artigo, adjetivo ou pronome. Seu antônimo é o substantivo “bem”. Exemplos:

  • O câncer é um mal que atinge milhares de pessoas.
  • Hoje acordei com um mal-estar.

Conjunção temporal: significa dizer “assim que” ou “logo que”. Exemplo:

  • Mal conheceu sua amada e já estava apaixonado.

Exercícios de Uso de Mau e Mal

1 – Complete as frases a seguir:

– Para a torcida, Robinho é um  _____  jogador.

– Segundo o treinador, Neymar teve um _____ desempenho.

– Neymar recebeu muito _____ a revelação do treinador. _____ ouviu a revelação, Neymar decidiu treinar mais.

a) mau / mal / mal / Mau
b) mau / mal / mau / Mal
c) mal / mau / mal / Mau
d) mal / mal / mau / Mau
e) mau / mau / mal / Mal

Resposta: (e)

2 – Assinale a alternativa em que as palavras mal ou mau estão utilizadas de acordo com a norma culta:

a) Mau agradecidas, as juízas se postaram diante do procurador, a exigir recompensas.
b) Seu mal humor ultrapassa os limites do suportável.
c) Mal chegou a dizer isso, e tomou um sopapo que o lançou longe.
d) As respostas estavam mau dispostas sobre a mesa, de forma que ninguém sabia a sequência correta.
e) Então, mau ajeitada, desceu triste para o salão, sem perceber que alguém a observava.

Resposta: (c)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.