A Origem da Suno Research

Uma das métricas mais importantes para qualquer empreendimento é a satisfação dos seus clientes. Afinal, se empreendimentos existem para satisfazer uma determinada demanda de mercado, a única forma de saber se estão fazendo o que deveriam é perguntar para os clientes se estão satisfeitos. Por isso, a Suno Research mantém uma pesquisa de satisfação que atualmente aponta um índice de recomendação de 97%. A Suno também tem ZERO reclamações no site Reclame Aqui. Antes que perguntem, isto não é um post patrocinado. A Suno Research é parceira do Abacus Liquid e por isto estou trazendo aqui seus dados de satisfação para melhor orientação de quem está buscando uma casa independente de análise de ações e FIIs.

A Suno Research é relativamente nova no mercado mas já tem uma base fiel de clientes. Ontem ela completou um ano de idealização e por isto promoveu na sua página do Facebook um #SunoResponde especial…

Hoje daremos preferência a responder todas as perguntas que você tem sobre a nossa companhia. O que você sempre quis saber sobre Suno e não perguntou antes?

Neste Suno Responde fiz as seguintes perguntas para a empresa:

Uó: A Suno pode ser considerada uma Start Up? Quem são os investidores (além do Tiago) por trás deste promissor empreendimento? Quais são os diferenciais da Suno em relação aos seus pares? As casas de análise como a Suno podem influenciar o mercado de ações brasileiro (sabemos que nosso mercado é muito restrito, e fala-se muito em bolhas de recomendações em alguns papéis menos líquidos). Parabéns pelo trabalho!

Suno Research: Até hoje eu não encontrei uma definição definitiva de startup. Acho que temos algumas características de startups, como crescimento e trazermos algo novo ao mercado: qualidade na analise. Alem disso, colocamos o interesse do investidor em primeiro lugar e não os da nossa empresa. Então não estamos sempre querendo vender algum produto inutil mas novo.

Temos 3 sócios. Tiago que é o CEO e mais dois investidores. Um capitalista e outro estratégico, que entende muito de internet e marketing digital (que era uma das nossas fraquezas e precisaríamos aprender).

Eu acredito que temos vários diferenciais. Eu que sou um investidor experiente, consigo identificar um profissional de outro. Então eu não troco nossas analises por nenhuma outra. O fato de nosso índice de erro ser mínimo reflete a nossa preocupação com qualidade e margem de segurança nas recomendações. Alem disso, como disse acima honestidade é um valor nosso. Jamais faríamos algo que colocasse nossa reputação na linha, ou qualquer investigação por reguladores. Lógico que todo mundo fala “sou honesto”. Provamos isso: não temos uma reclamação de clientes no ReclameAqui ou investigação contra nós.

Sim! As casas de analise podem influenciar o fluxo nos papeis. Quando você tem uma base de clientes fiéis e sua reputação de acerto existe, isso tende a acontecer. O que fazemos para minimizar este efeito?
A) educamos nossa base para a importância da margem de segurança.
B) Colocamos nas nossas recomendações preços tetos baixos, então nossa base acaba não comprando do que participando do fluxo especulativo.
C) Nós, colaboradores da Suno, negociamos os papeis que recomendamos apenas 48 horas depois das recomendações serem feitas. Desta forma, elimina-se qualquer possibilidade de ganho com a recomendação -> o que seria um ganho pequeno perto do que a Suno já produz.

Suno Responde

Veja abaixo outras perguntas interessantes postadas no SunoResponde desta semana:

Daniele Avelino: Como foi idealizar a SUNO e vocês esperavam esse grande alcance, baseado no que vocês tinham como meta, ou era algo a se esperar em um futuro não muito distante? E a quem vocês dedicam esse sucesso todo que a empresa está fazendo? Parabéns pelo Sucesso de vocês!

Suno Research: Obrigado pela pergunta, Daniele.

Nós nunca tivemos uma meta numérica como “queremos ter X assinantes”. Não temos até hoje.

Nós tínhamos apenas uma visão mais ampla de “ser a referencia para o investidor genuíno”. Não o aventureiro. Isso passa por dois vetores de qualquer relação de longo prazo: buscar a excelência na prestação de serviço (seja na análise, seja no atendimento ao cliente), como também não criar falsas expectativas (nosso marketing é realista e sem promessa de dinheiro fácil – que não existe).

A gente acreditava, e continua acreditando, que se fizéssemos isso vocês iriam nos encontrar.

E tem nos encontrado, em uma relação que acreditamos ser “ganha ganha”.

Dedicamos a várias pessoas. Aos amigos do Infomoney pelo apoio, ao Barsi por ser um porta voz do investidor de longo prazo através de nosso site, e sobretudo aos nossos colaboradores: pessoal motivado, competente e leal.

Joás Ferreira: A Suno tem convicção de que a Bolsa irá subir pelos próximos anos?

Suno Research: Acreditamos que sim. Sobretudo com a potencial melhoria dos resultados das empresas.

Flavio Benega: QUANTO tempo o Tiago reis levou para conseguir a independência financeira?

Suno Research: Uns 10 anos.

Elisio Paz: Gosto muito do trabalho de vocês, pois tem uma visão bem apurada e responsável…
Gostaria de saber quando poderei ser acionista desse trabalho de grande futuro…

Suno Research: Elisio, abrir capital é um sonho, pois possibilita muitas coisas: sobretudo pela visibilidade e pela possibilidade de trazer capitalizar mais a empresa e permitir que aqueles que confiam em nós possam participar da empresa de maneira ativa, principalmente nossa equipe. Seria muito bacana isso ocorrer algum dia. Hoje, obviamente, não esta nos planos, até pela escala que é necessária para abrir capital. Um dia vamos ter esta escala. Quem sabe em breve teremos?

Pedro Paniago Carvalho: Qual a trajetória do Reis, trabalhou em algum fundo, já teve um clube de investimentos?

Suno Research: Eu tive um clube de investimento no passado, que se transformou em um fundo dentro de uma gestora. Eu vendi minha participação na gestora em 2014 e fiquei um ano e meio vivendo de dividendos, até vislumbrar a oportunidade de criar a Suno, uma empresa que nada mais é do que tentar trazer todo aquele instrumental que eu utilizava em meus investimentos para o investidor individual.

Allan Sales: Tiago, a carteira da suno começou em fev deste ano, mas antes acredito que vc já tinha possuia uma carteira, correto? Quando começou e qual a rentabilidade alcançada desde então?

Suno Research: De 2003 até 2014 a rentabilidade do meu patrimônio foi de cerca de 21% ao ano. De 2014 e para ca o patrimônio continua subindo (mesmo pq 80% estão em FII’s que valorizaram bastante de la para ca), mas eu parei de contabilizar. Primeiro, pois eu não giro mais, apenas foco no dividendo. Segundo que meu foco esta na Suno. Terceiro que antes eu tinha veículos de fácil monotonamente do desempenho, como Clube e Fundo. Hoje tem um “entra e sai” de dinheiro que me atrapalha na contabilidade do retorno “da cota”.

Bruno Bartolomasi: 1- Qual o plano da Suno para a carteira dos novos clientes? Toda a alocação de capital atual é baseado na premissa do cliente ter começado junto com a Suno, entretanto, a grande maioria assinou depois e várias empresas são impossíveis de comprar nos preços atuais, portanto, a alocação acaba ficando quase tudo em renda fixa. Como a Suno pretende agir com esses casos? 2- O que a Suno fará após ter 100% do capital destinado a ações alocado?

Suno Research: 1) novas oportunidade vão surgindo. Nossa sugestão é que você compre os ativos abaixo do teto. Esta pergunta sua, é bastante comum, e acredite não vem de hoje. Quem assinou em abril tinha este mesmo questionamento, e uma hora abriu-se a oportunidade.

O lado bom de ter feito boas escolhas é que elas valorizaram e nosso cliente ganha dinheiro. O lado ruim é que quem entra hoje não consegue se aproveitar delas. O que fazer? Esperar. Uma hora a oportunidade surge.

2) Provavelmente iremos recomendar novos papéis. E isso irá demandar “girar” a carteira da Suno. MAS SEREMOS ENFÁTICOS: este giro não precisa ocorrer de fato. É apenas para abrir espaço nos 100%. Para contabilidade do retorno, como se fossemos um fundo. Mas avisaremos se for o caso: “é apenas para abrir espaço, não necessariamente você precisa vender”.

suno research reclame aqui

John Hoff: De onde veio o nome da empresa? Suno.

Suno Research: John. Obrigado pela pergunta.

Nós não gastamos mais do que 5 minutos pensando no nome. Acreditamos que o conteúdo é 100x mais importante que o nome.

Apple e Google, que são as marcas mais valiosas do planeta, não são nomes legais, né? Maça em ingles e a outra é uma palavra difícil de escrever se você não conhece. Estas empresas se destacam pois seus produtos são demais. É isso que queremos seguir.

De qualquer forma a empresa precisa ter um nome, certo?

Suno, vem de Sol em Esperanto.

Por que Sol? Vemos que o investidor estava nas trevas. Perdido. Não sabe em quem confiar. E a pedra que muitas vezes se apoia não é solida e ele cai. Queremos ser o sol para quem está nas trevas. Dai Suno

Sérgio Gonçalves: Como e quando surgiu a ideia de criar a suno?

Suno Research: Foi uma ideia que foi surgindo aos poucos. Não teve um “grande momento de revelação”. Algumas ideias foram se formando, de que existe uma demanda por conhecimento por parte das pessoas e que nós poderíamos de alguma forma contribuir muito, uma vez que o encontrávamos não gostávamos. Dai a idéia foi se moldando. Nos inspiramos em muitas ideias que funcionaram fora do Brasil. E enfim, um investidor em uma conversa informal falou “Vamos tocar isso dai”. E aqui estamos.

Nelson Salles: Pergunta: Aonde a Suno quer chegar, qual o objetivo ??

Suno Research: Acreditamos que o mercado de capitais é uma engrenagem importante no desenvolvimento, e por consequência do progresso da humanidade. O pais que mais produz tecnologia e inovação é os EUA, justamente o pais com o maior mercado de capitais. E por que não temos mais países com mercados tão grandes? Na nossa opinião é porque não temos uma cultura e educação do investidor. Se tivéssemos mais educação e cultura, teríamos mais investidores e teríamos mais progresso em outras partes do mundo. É ai que nós nos encaixamos. Nós não somos a solução para os problemas do mundo. Ninguém é. Mas tentamos fazer a nossa parte para trazer cultura de investimentos e por consequência progresso ao que esta ao nosso alcance, que é o Brasil. Aonde queremos chegar? É formar cada vez mais investidores. Talvez em mais países. Sobretudo aqueles países mais carentes em educação e cultura do investidor.

Kaio Vinicius: Costa Castro Suno research vcs pretendem colocar os seus curso de dividendos e value completo online?

Suno Research: Sim. Não é apenas uma vontade nossa, esta no nosso planejamento. Esta no nosso planejamento tudo que pode adicionar ao investidor individual e que acreditamos que podemos adicionar. Nossos cursos presenciais tem tido grande aprovação, o que foi um teste. Agora, devemos em algum momento do 2S lançar nossos cursos online.

José Roberto Sousa: O que efetivamente aconteceu na conferência do Credit Suisse?

Suno Research: O que foi reportado na mídia é o que de fato ocorreu.

Cada um lida com a concorrência de um jeito.

Agora, eu não queria estar no comando daquela organização. Pressão de MPF/CVM, , funcionários insatisfeitos (por terem escrever coisas que não concordam por motivos comerciais – uma analista recebeu uma advertência da APIMEC semanas atras por induzir ao erro clientes), clientes insatisfeitos e (como ficou claro) a perda continua de clientes para ca.

A gente não perde um cliente de cá para lá. ZERO. E ganhamos clientes todos os dias. Obviamente isso deixa frustrado alguns. Ninguém gosta de perder. Obviamente, cada um reage de um jeito. Melhor perguntar lá porque reagiram assim.

Tauan Bonfim: Nas suas recomendações aparece uma alocação de 15% em renda fixa. Não é muito arriscado manter 85% alocados em RV?

Vocês começaram num mercado mais bullish. Considerando um mercado mais bearish, vocês dariam recomendações para proteção do patrimônio? Se sim, quais seriam as recomendações? Fugir da bolsa, comprar dólar, opções, o que vocês têm em mente?

Suno Research: Na verdade dentro da carteira de dividendos tem 85% em RV. Obviamente, cada um tem um perfil de risco e deve ponderar a exposição em cada ativo.

Na verdade não começamos em um mercado mais bulis. Começamos nossos relatórios no inicio de fevereiro. De la para ca a bolsa esta praticamente no mesmo patamar. Demos “sorte” e fomos felizes em nossas escolhas de ações, isso explica o sucesso da nossa carteira. Não teve mercado ajudando. Para proteger patrimônio gostamos de empresas estrangeiras e renda fixa.

Dênis Seixas: A Suno se baseia em análises de empresas bem sólidas, bem geridas e “seguras” para recomendar aos seus clientes. Em algum momento, num futuro próximo ou não, é estudado pela Suno fazer análises em microcaps e small-cap? A ideia da Suno se concentra em ações que, provavelmente, não terão uma valorização tão acentuada, mas que são bem representadas na bolsa, certo? Qual seria a vantagem e desvantagem para vocês entre as pequenas e grandes empresas?

Suno Research: Não é verdade que empresas solidas não valorizam. Esta é uma mística que existe. Olhe Ambev, Itaú, Taesa, etc…são empresas solidas que se multiplicaram algumas vezes nos ultimos 15 anos. Pretendemos cobrir empresas menores, em um relatório exclusivo de small caps.

Valdir Fernandes Iannoni Junior: Quando sai a carteira focada mais em valorização que em dividendos ?

Suno Research: Esta é uma questão que existe que nós não concordamos. Ações de dividendos valorizam. Olhem o que aconteceu nas ultimas semana com UNIP6, uma ação que pagou um mega dividendo e que nós recomendamos. Devemos lançar uma carteira valor (baseada nos conceitos de value Investing) no 2S17.

Dênis Seixas: Tiago, já passou pela sua cabeça abrir um Fundo de Investimentos? Se sim, quando será lançado? Se não, poderiam pensar nessa hipótese, pois suas análises são bem claras e as recomendações são bem fundamentadas, acredito que teria êxito…

Suno Research: Eu ja fui gestor de fundo de investimento no passado, e tenho algumas criticas a industria. A principal se refere a como lidar com o cliente, pois a maioria quer comprar cotas no topo (quando não tem oportunidades) e querem vender no fundo (quando existem muitas oportunidades). Por enquanto, eu não tenho planos de voltar para a industria de fundos.

Leonardo Rocha: A Suno vai se manter longe de corretoras? Enfim, formulo a pergunta para saber acerca da necessária neutralidade. É previsível que com o sucesso queiram aparecer parceiros que não fariam bem pra isenção da empresa.

Suno Research: Temos que entender que as corretoras tem uma função importante. Nós não temos vinculo com nenhuma, tentamos manter a isenção. Obviamente quando me perguntam qual corretora eu uso, eu falo qual é. Mas ela é uma corretora entre tantas várias que prestam um serviço bom. Nossa estratégia atual, e não devemos rever, é nos manter independentes. Acreditamos que nem faça muito sentido para as corretoras querem ter participação na gente também. Acho que esta é uma preocupação legitima sua como assinante, mas na prática acho muito difícil isso ocorrer.

Leonardo Cavalcanti: Qual o motivo de deixar de ser um gestor de fundo (ser investimento) para a suno?

Suno Research: Na verdade foram decisões separadas. Eu não deixei de ser gestor para me criar a Suno. Existiu um espaço de um ano e meio entre uma decisão e outra. Quando deixei de ser gestor, eu imaginava que estava aposentado: e foi o que eu fiz por quase um ano e meio. Fiz várias viagens que queria ter feito, mas uma hora é chato se ser improdutivo, e dai foi se formando de criar uma empresa como a Suno, cuja missão nada mais é de trazer aquilo que eu gostaria de receber caso fosse um investidor individual.

Produtos da Suno Research Abertos ao Público

Cartas de Luiz Barsi

Conheça o conteúdo produzido por exclusividade pela Suno Research em parceria com Luiz Barsi
Que tal poder aprender com um dos maiores nomes da Bolsa no Brasil? Receber dicas, ouvir histórias e descobrir mais sobre o caminho trilhado por Luiz Barsi para se tornar o gigante que é hoje. Graças a uma parceria desenvolvida pela Suno Research, você agora pode ter acesso à séria “Ações Garantem o Futuro”, um pacote de cartas escritas por Luiz Barsi para os nossos leitores, onde toda semana um tema sobre investimentos é abordado. E o melhor, tudo isso é totalmente gratuito! Assine agora e comece a receber toda semana as cartas de Luiz Barsi.

cartas de barsi

Artigos Periódicos

Todo dia um novo artigo sobre investimentos inteligentes e bastidores do mercado financeiro é lançado no site da Suno.

suno artigos

E-Books

Acreditamos que o investidor iniciante sairá se tornando um investidor de nível intermediário alto após esta leitura. Somente a experiência pode torná-lo um grande investidor. O investimento com foco no recebimento de dividendos é uma das melhores formas para o investidor pessoa física conseguir atingir sua independência financeira.

Ao escolher boas empresas, com foco no crescimento e na sustentabilidade dos dividendos, você pode passar a viver da rentabilidade das suas escolhas. Para você ter um exemplo, mais de 90% dos investimentos de Warren Buffett são feitos em empresas que pagam dividendos, e Luiz Barsi, um dos maiores investidores do Brasil fez sua fortuna ao investir em empresas que seguem a mesma abordagem.

Nesse eBook, a Suno compilou o conteúdo do nosso minicurso de dividendos em mais de 30 páginas focadas em ajudar você a investir em empresas que pagam dividendos, ao mesmo tempo que evita as armadilhas da estratégia. Então, não espere mais, faça o download do ebook agora mesmo!

ebook dividendos suno

Suno Responde

O especialista em ações e FIIs Tiago Reis e o especialista em FIIs Professor Marcos Baroni toda semana respondem ao vivo perguntas dos investidores. Assine gratuitamente o canal da Suno Research no Youtube.

Produtos da Suno Research para Assinantes

Relatório Suno Dividendos

suno dividendosNesse relatório, a Suno informa quais as melhores ações para quem quer montar uma carteira de ações focada em dividendos.

Toda semana a Suno envia um relatório contendo quais ações devem ser colocadas, retiradas ou mantidas da sua carteira de dividendos, bem como o racional em uma análise aprofundada sobre nossas indicações.

Além disso no portal da Suno você tem acesso a seção “Carteira de Dividendos”, onde é indicado fatores técnicos como o Dividend Yeld pago pelas ações, o valor atual, o preço máximo pelo qual você deveria fazer uma compra, a participação que aquela ação deveria ter na sua carteira, e a valorização dessa ação ao longo do tempo.

A Suno combina os relatórios semanais e a carteira online com atualização diária, você tem tudo o que precisa para montar e gerir a sua carteira de dividendos com o mínimo de esforço e o máximo de tranquilidade de que terá bons resultados.

Relatório sobre Fundos Imobiliários

suno fiisAo investir em fundos imobiliários ou FIIs, você está na verdade comprando parte de imóveis nas melhores localizações do Brasil, e a partir de então, você passa a receber uma quantia por aquilo, como se fosse um aluguel, além é claro, de ganhar com a valorização das suas cotas.

No relatório de Fundos Imobiliários da Suno que é enviado semanalmente aos clientes, são informadas as melhores opções de fundos para você investir, seja buscando a valorização do patrimônio, ou o ganho com o pagamento de dividendos.

Além disso, assim como no caso da carteira de ação de dividendos, a Suno mantém duas carteiras virtuais no site, onde você pode acompanhar aspectos técnicos dos fundos de forma simples e rápida, com atualizações diárias.

Radar FIIs

A Suno envia semanalmente um resumo com os principais acontecimentos ligados ao mercado de fundos imobiliários comentados pela equipe de analistas para te ajudar a ficar sempre a frente do mercado.

Além disso, a Suno envia tabelas com dados atualizados de projeção de DY, e informações de Vacância, Preço, ABL e outros indicadores fundamentalistas dos principais fundos do mercado.

Relatório Insider Spy

suno spyImagine saber que o diretor de uma grande empresa está vendendo as suas ações? Ou que um grupo controlador resolveu comprar centenas de milhares de reais das ações de uma de suas empresas, em um momento em que ninguém está fazendo aquilo.

Ao acompanhar as movimentações de grandes grupos controladores das empresas na bolsa, você terá um melhor preparo para tomar decisões com os seus investimentos.

No relatório Insider Spy, você acompanha mensalmente as movimentações financeiras feitas pelos controladores das 150 maiores empresas da Bolsa e qual o impacto mais provável que elas tenham no comportamento daquelas ações.

Relatório Yellow Flag

suno yellow flagÀs vezes, pode ser muito difícil diferenciar uma boa oportunidade, de um risco disfarçado no mercado, por isso criamos o relatório Yellow Flag.

Nesse relatório, é informado quais os maiores riscos aos quais o investidor está exposto no Brasil.

Pode ser uma ação que tem subido sem uma boa justificativa racional, ou seja, uma especulação sem fundamentos sólidos e com grandes riscos de bolha, decisões politicas que impactam os investidores, ou mesmo mudanças no mercado de modo geral.

Sempre que um risco em potencial surgir, A Suno irá garantir que você seja informado o quanto antes, e possa levar essa nova realidade em consideração na hora de investir.

Fórum Exclusivo

Assinantes Premium contam com acesso exclusivo a uma comunidade interna da Suno Research, onde podem tirar dúvidas, enviar questionamentos sobre os relatórios e outros investimentos além de interagirem com outros investidores a qualquer momento.

suno research recomendação

10 thoughts on “A Origem da Suno Research

  1. Fernando Reply

    Uó, é claro que todos necessitam de uma corretora, etc. O que eu quis dizer é que pode haver INTERESSES por trás de determinadas recomendações ou até mesmo a alterações das mesmas. Mas talvez seja cisma minha, afinal, até onde sei todas as recomendações são fundamentadas, então…

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala Fernando!

      O modelo de negócio da Suno, ao meu ver, está calcado em vender relatórios e não em obter participação em corretagens de corretoras. Quanto mais clientes estiverem satisfeitos com as recomendações mais clientes eles obterão. O modelo se sustenta com a obtenção de lucros dos clientes (por eles mesmos) a partir da leitura e estudo dos relatórios. Este é meu entendimento.

      Abraço!

  2. BPM Reply

    Grande Uó,

    Realmente a Suno tem me surpreendido com as análises, parece até alguém da Finansfera que resolveu criar um grupo kkkkk.

    Abraço!

  3. Fernando Reply

    Em tempo: Quando ele diz que ele fala para todos qual é a corretora dele sem nenhum problema… essa corretora por acaso é a XP? Penso que se for… no mínimo soa estranho. Concorda, Uó?

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      No caso qual seria a estranheza? No Brasil e em diversas outras partes do mundo necessita de uma corretora para operar. Correto?

  4. Fernando Reply

    Realmente a Suno parece ter uma proposta bem íntegra e diferenciada neste mercado. Todavia, eu vi um comentário meio suspeito quando eles se referiram ao “agradecimento aos amigos do Infomoney”. Sabe-se que Infomoney = XP… e aí não é preciso falar mais nada. E, curiosamente, já assisti a um vídeo da Empiricus no qual eles dizem que a Infomoney já se recusou a reproduzir material publicitário deles, e alegam que isso ocorreu devido a não estarem com “rabo preso” a nenhuma corretora. Ainda sob esse aspecto, sugiro uma comparação interessantíssima no blog do Investidor de Risco ( http://investidorderisco.blogspot.com.br/2017/06/combate-2017-finansfera-x-corretoras.html ) que ele faz entre o desempenho da média das carteiras das corretoras x médida das carteiras da finansfera. O resultado nos diz muita coisa, entre elas, a primeira é que fica nítido que às corretoras interessa o alto giro da carteira (obviamente, por aufererem maiores receitas com corretagem.). Portanto, será mesmo a Suno tão isenta ou teria ela alguma ligação com a XP? Qual sua opinião, Uó?

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Bom dia Fernando!

      O Tiago Reis pessoa física pode até ter alguma ligação, afinal todo mundo escolhe uma corretora para operar (eu escolhi 4, rs). Mas na empresa Suno não reconheço como ligada a uma corretora em específico. Nada nos relatórios tem referência a uma corretora em específico.

      Abraço!

  5. raphafiis Reply

    A melhor coisa que a Suno fez nos últimos tempos foi contratar o professor Marcos Baroni, esse foi um gol de placa da Suno, estão de parabéns.

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Ele tem muito conhecimento, veio para enriquecer mais ainda os relatórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.