Insiders de Mercado (Conheça a Suno Research)

Segundo o Dicionário Finaneiro, insider trading significa o ato de negociar títulos financeiros ou valores mobiliários por pessoas que detêm informações privilegiadas que afetam diretamente estes títulos ou valores. A prática é considerada ilegal quando seus agentes – os insiders – utilizam informações que não estão disponíveis para os demais investidores, visando obter lucro para si ou para um terceiro. O insider trading é fortemente combatido no mercado de capitais porque pode afetar a confiança dos investidores. É considerado uma prática não equitativa, já que quem se beneficia dele está em posição de vantagem sobre os demais players do mercado.

O insider pode ser um administrador de fundo, um acionista, um diretor ou qualquer funcionário de uma empresa que detenha acesso a informações relevantes ainda não divulgadas. Em uma transação de fusão, por exemplo, a estimativa da CVM é de que até 200 pessoas estejam envolvidas, entre diretores, funcionários, banqueiros, advogados e outros.

Mas quando uma informação relevante pode ser considerada uma informação privilegiada?

Por regra de mercado, todas as companhias e fundos de investimento são obrigados a divulgar seus fatos relevantes, ou seja, aqueles que podem afetar seu desempenho no mercado tais como: mudanças no controle acionário, operações de incorporação, fusão ou cisão envolvendo a empresa, lucros e prejuízos da companhia, etc.

Embora as empresas sejam obrigadas a divulgar esse tipo de informação, é permitido que alguns desses fatos relevantes sejam guardados temporariamente em sigilo por seus gestores. É nesse período que a informação é considerada privilegiada.

Se o fato relevante não tiver sido ainda comunicado aos demais investidores, os detentores da informação não podem negociar ações ou fazer outro tipo de operação em que sejam beneficiados por deterem uma informação que ainda não foi divulgada ao público.

Há também o período de silêncio previsto em instrução normativa pela comissão de Valores Mobiliários (CVM): durante os 15 dias anteriores à data de divulgação dos resultados trimestrais ou anuais, a empresa não discutirá, com o Mercado, informações sobre o referido período. Esse procedimento visa à equidade na transmissão dessas informações a todos os públicos estratégicos.

Atuação de Insiders Sugere Mercado um Pouco Caro, diz Suno Research

O trecho que vocês lerão a seguir faz parte de uma entrevista de 16/03/2017 dada pelo analista Tiago Reis – sócio-fundador da Suno Research – ao site Money Times.

O acompanhamento dos movimentos dos “insiders” é uma das estratégias da Suno para se destacar no mercado de análise de investimentos. Além da cobertura de ações, a casa almeja também ajudar o fomento dos fundos imobiliários. “Percebemos que quem têm gosta muito e, quem não têm, é porque não conhece o produto”, explica Tiago Reis.

Como você avalia o patamar do mercado atualmente?

Achamos que a Bolsa andou um pouco na frente das condições macroeconômicas (na ocasião da entrevista o IBOV estava sendo cotado a 66.000 pontos). Além disso, os resultados do quarto trimestre das empresas têm sido ruins e a queda da taxa de juros empurrou muita gente para posições mais arriscadas. Isso não impede, contudo, de ainda termos alguns casos de boas oportunidades. O mercado parece precificado levemente acima do que deveria.

Quais ações ou fundos são boas oportunidades agora?

Vou falar uma de cada área. Em ações, gostamos muito da Unipar (UNIP6). Achamos que é a ação mais barata da Bolsa. Ela gera muito caixa e tem estabilidade de margens e fez um movimento transformacional na virada do ano, quando comprou a Solven, que opera com PVC na área petroquímica. Em termos de receita, a empresa vai mais do que dobrar de tamanho.

A Unipar era uma petroquímica anteriormente, quando vendeu esses ativos para a Braskem e ficou com a Carbocloro, que trabalha com ácido clorídrico e soda cáustica. Este mercado parece um pouco com o de cimento. São oportunidades regionais e que geram muito caixa. Desde 2013 a companhia comprou 100% da Carbocloro e acumulou uma dívida que, no final do ano passado, era quase zero.

A gestão então se viu em uma situação muito favorável de, ou distribuir o caixa aos acionistas, ou partir para uma aquisição. Aí ela decidiu comprar a Solven, na parte de PVC e voltou à área petroquímica. Ela se endividou novamente, mas espera que com a boa gestão possa resolver isso. Têm ainda alguns acionistas minoritários que gosto no Conselho, como o Luiz Barsi e o Daniel Alberini.

Para fundos imobiliários, destaco o CSHG JHSF Prime Offices (HGJH11). É um produto entre os menos ariscados dos que indicamos e cujo principal ativo é um prédio que possui uma unidade do restaurante Parigi, na rua Amauri, em São Paulo. O empreendimento contém escritórios que não têm muita densidade por metro quadrado. Ali, por exemplo, o metro quadrado sai a R$ 16 mil e um aluguel por R$ 125 mil. Acreditamos que o preço deve subir de maneira significativa quando a economia melhorar.

São Paulo está com uma vacância de 25% e isso pressiona também a área alugada. Esse imóvel tem uma vacância histórica de metade da cidade e que hoje está em 12%. Isso não significa, contudo, que ele não é pressionado pelo mercado porque os inquilinos são bombardeados de novas ofertas abaixo do preço. Acredito que quando a média histórica voltar, o aluguel pode chegar a R$ 160 mil. Isso fora a inflação até lá.

A Suno iniciou as atividades recentemente. Qual é o foco da casa?

Temos visto uma receptividade maior do que esperávamos e até cancelamentos da concorrência para nós. Vale a pena destacar um relatório mensal que temos com a movimentação dos insiders, o “Insider’s Eye”. Em fevereiro, os insiders das empresas (diretores, controladores e membros de conselhos de administração) aproveitaram para vender muitas ações. Isso corrobora com a nossa visão de que o mercado está um pouco caro.

Outro que temos é o “Yellow Flag”. São situações que julgamos de perigo. Muitas casas de análise costumam apenas repetir o que os “RI’s” (Departamentos de Relações com Investidores) das empresas falam. Aqui a nossa ideia é ter uma visão mais crítica. Tentamos expor alguns casos que julgamos frágeis, tanto de valuation elevado, quanto de contabilidade questionável.

Temos também dois relatórios de fundos imobiliários por semana, que estamos tentando nos tornar formadores de opinião. Um que soltamos em toda sexta-feira, por exemplo, é o stock guide com detalhes de cada fundo, mas com especificidades como vacância e preço do aluguel. Isso ajuda para quem deseja acompanhar o mercado inteiro. Percebemos que quem têm os fundos gosta muito e, quem não têm, é porque não conhece.

How to Profit From Tracking Insider Buying

O vídeo a seguir foi recomendação do Tiago Reis para complementar este artigo.

GuruFocus tracks more than just investment gurus. We also monitor the buying and selling of company insiders. Defined by the SEC as “company’s officers and directors, and any beneficial owners of more than ten percent of a class of the company’s equity securities”, these individuals possess crucial information that is not available to the public. In this webinar, we will be highlighting our advanced insider tracking tools and demonstrating how users can put this information to work in their own portfolios.

Conheça a Suno

A Suno Research é uma consultoria de investimentos independente. É uma casa de análise financeira que oferece uma linha de produtos e serviços diferenciados para investidores individuais. Seu principal objetivo é trazer para o investidor pessoa física informações relevantes que antes estavam acessíveis apenas aos grandes investidores.

As análises são lideradas por Tiago Reis, fundador da Suno Research, formado em Administração de Empresas pela FGV e credenciado como analista CNPI.

“Nosso papel é buscar e analisar as melhores oportunidades de investimento do mercado no Brasil, e então indicarmos aos nossos clientes a estratégia ideal de entrada.”

Com foco no mercado nacional de ações e FIIs, a empresa provê dados detalhados que auxiliam investidores individuais na tomada de decisões para investimentos inteligentes. Os relatórios são elaborados de forma independente e com linguagem de fácil compreensão.

A Suno acredita que a confiança dos clientes é o que diferencia as empresas. E nesta linha defende que a única forma de merecer e manter a confiança dos investidores é colocar os interesses destes em primeiro lugar. A independência da casa em relação a instituições financeiras reforça isto.
Principais Serviços

Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs)

suno fiisA Suno produz o mais completo guia de fundos de investimento imobiliários (FIIs) do mercado, acompanhando semanalmente as principais métricas de avaliação do segmento e os fatos relevantes. Também gerencia duas carteiras recomendadas: uma focada em renda e outra em valorização das cotas que são apresentadas em detalhes nos relatórios. No relatório de Fundos Imobiliários enviado aos clientes, a Suno informa as melhores opções de fundos para investimento, seja buscando a valorização do patrimônio, ou o ganho com o pagamento de dividendos.

Insider Spy

suno spyNinguém conhece melhor uma empresa do que seus próprios gestores. Imagine saber que o diretor de uma grande empresa está vendendo as suas ações. Ou que um grupo controlador resolveu comprar centenas de milhares de reais das ações de uma de suas empresas, em um momento em que ninguém está fazendo aquilo. Por isto a Suno acompanha de perto as movimentações de compra e venda de ações dos principais insiders da empresa: executivos, membros do conselho e controladores. Através desse relatório exclusivo você saberá o que eles estão fazendo. A Suno acompanha mensalmente as movimentações financeiras realizadas pelos controladores das 150 maiores empresas da Bolsa Brasilera, e então relata aos investidores quais foram as principais movimentações e qual o impacto mais provável que elas tenham no comportamento daquelas ações.

Yellow Flag

suno yellow flagUm dos principais medos dos investidores é se ver investindo em uma empresa que está envolvida em alguma situação adversa que apresente um risco de destruição de capital permanente. Além disto pode ser muito difícil diferenciar uma boa oportunidade de um risco disfarçado no mercado. Por isso a Suno criou o relatório Yellow Flag. Sempre que um risco surge no radar, a empresa garante que o investidor seja informado o quanto antes, e possa levar essa nova realidade em consideração na hora de investir.

Dividendos

suno dividendosNesse relatório a Suno informa quais são as melhores ações para quem deseja montar uma carteira de ações focada em dividendos. Toda semana são enviados relatórios contendo quais ações devem ser colocadas, retiradas ou mantidas da sua carteira de dividendos, bem como o racional em uma análise aprofundada sobre as indicações. Além disso, no portal da Suno você terá acesso a seção “Carteira de Dividendos”, onde são colocados fatores técnicos como o Dividend Yeld pago pelas ações, o valor atual, o preço máximo pelo qual você deveria fazer uma compra, a participação que aquela ação deveria ter na sua carteira, e a valorização dessa ação ao longo do tempo. Combinando os relatórios semanais e a carteira online com atualização diária, você tem tudo o que precisa para montar e gerir a sua carteira de dividendos com o mínimo de esforço e o máximo de tranquilidade de que terá bons resultados.

Cartas de Barsi

Que tal poder aprender com um dos maiores nomes da Bolsa de Valores no Brasil? Receber dicas, ouvir histórias e descobrir mais sobre o caminho trilhado por Luiz Barsi para se tornar o gigante que é hoje. Graças a uma parceria desenvolvida pela Suno Research, você poderá ter acesso à série “Ações Garantem o Futuro”, um pacote de cartas escritas por Luiz Barsi para os leitores da casa. Toda semana um tema sobre investimentos é abordado. E o melhor, tudo isso é totalmente gratuito! Assine agora e comece a receber toda semana as cartas de Luiz Barsi.

suno barsi

Vídeos do Barsi na Suno

Luiz Barsi explica por que merecia um beijo na boca

O investidor Luiz Barsi explica o que quis dizer quando disse que merecia um beijo na boca. E não foi de maneira elogiosa. Veja o vídeo e entenda como funciona a cabeça de um investidor experiente em uma crise.

Luiz Barsi conta quem foi Decio Bazin

Luiz Barsi explica quem foi Decio Bazin, escritor do livro “Faça Fortuna com Ações”. Este livro foi indicado recentemente em artigo publicadoem suas cartas.

Luiz Barsi explica porque não é preciso ser rico para ter sucesso na Bolsa

É preciso ser rico para investir? Luiz Barsi conta o que pensa sobre essa pergunta.

Luiz Barsi comenta seus erros como investidor

O investidor Luiz Barsi comenta quais foram os seus maiores erros como investidor e o que aprendeu com eles.

Preço importa quando se compra uma ação? Luiz Barsi responde.

O investidor Luiz Barsi pondera sobre a importância do preço ao adquirir ações de empresas listadas em bolsa.

Veja mais vídeos do Barsi no canal da Suno no Youtube.

suno research recomendação

19 comentários em “Insiders de Mercado (Conheça a Suno Research)

  1. Marcos Responder

    Uó você acredita que haverá confisco da poupança, por isso você esta investindo 100% em renda variável?

    Eu vi nesse site > https://www.brasil247.com/pt/247/economia/313689/Luiz-Cezar-Fernandes-ao-247-vem-a%C3%AD-uma-tsunami.htm que o governo do brasil não vai conseguir pagar as contas daqui alguns anos.

    Apesar que esse site “brasil247” eu não confio muito por ser financiado pela “esquerda”. Parece que foi o financista Luiz Cezar Fernandes que falou isso, mas não estou colocando muita fé nisso, pois o brasil ainda tem uma reserva internacional grande. Você já ouvir falar sobre esse assunto?

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Eu li esta reportagem hoje.
      Esta dívida publica do país é preocupante sim, mas não é por isto que estou com muita renda variável, mesmo porque, em caso de calote do governo cai despencar é tudo, rs. Neste caso é bom ter uns dólares e uns gramas de ouro guardados.
      Abraço!

  2. Visionario Responder

    Abacus boa noite.

    Precisava de um tutorial sobre moedas eletronicas. como comprar , onde, como manter em custodia, enfim.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Bom dia Visionário!

      Também estou precisando deste tutorial, rs.

      Abraço!

  3. Eu Responder

    Fala d’Uó,
    Cara tem algum e mail de contato. Tive uma ideia de negócio e gostaria de compartilhar com você.

  4. Rodolfo Oshiro Responder

    Uo,

    Você gostou dos relatórios da Suno? Eu recebo as cartas do Barsi, bom cada um com sua opinião, mas não sou muito chegado a linha do Barsi.

    Abs,

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Opa Rodolfo.
      Gostei sim, acho que tem uns gratuitos lá no site, depois faça uma avaliação.
      O que não gosta na linha Barsi?
      Abraço!

  5. Frugal Simple Responder

    Uó, achei legal essas cartas do Barsi da Suno.
    Achei a Suno MUITO melhor do que aqueles apelativos do fim do mundo, vulgo, empiricus.
    A Suno parece ser mais comedida e sensata.

    Só digo uma coisa, essas casas de análises, dependendo do seu editorial, podem ser fuziladas facilmente aqui na blogosfera.
    Se vier com histeria, sardinhagem, extremismos, click bait, títulos estranhos e etc irão cair logo em desgraça.

    Acho que qualquer coisa que se aproxime de Exame ou Infomoney e aquele jeito tosco deles falarem sobre o mercado não terá crédito na blogosfera.

    Boa sorte ao pessoal da Suno e parabéns pelo trabalho sério (até agora).

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Fala Frugal!

      A Suno é bem nova no mercado e tem muito para explorar, mas o que vi até agora apresenta consistência. Muitos irão torcer o nariz pois possuem seus próprios critérios de seleção e alocação de ativos. Outros irão achar a proposta interessante. Depende do perfil de cada investidor. Achei interessante publicar aqui o material da empresa, pode se encaixar para algum leitor, e não estou ganhando nada por isto, trata-se de um início de uma parceria de cooperação.

      Abraço!

  6. Bruno Responder

    Olá! Como é possível saber quais as ordens dos diretores/proprietários/controladores das empresas? É algo público? E sendo assim, há outras maneiras de se verificar isso sem ser pagando pelos relatórios desta casa? Abraços!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Olá!

      O relatório Insider Spy busca acompanhar as negociações feitas com as ações da própria empresa realizada pelos seus diretores, conselheiros e controladores – chamados de insiders. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) exige que os os insiders apresentem suas negociações de ações todos os meses. A Instrução nº 358 da CVM é que exige a apresentação ao público destes dados. Segue parte do Artigo 11 do texto da lei: Art. 11. Os diretores, os membros do conselho de administração, do conselho fiscal e de quaisquer órgãos com funções técnicas ou consultivas criados por disposição estatutária ficam obrigados a informar à companhia a titularidade e as negociações realizadas com valores mobiliários emitidos pela própria companhia, por suas controladoras ou controladas, nestes dois últimos casos, desde que se trate de companhias abertas. Desta forma, todo mês a companhia precisa informar ao público as movimentações dos principais executivos. Apesar destes dados serem públicos, o procedimento para consulta é trabalhoso. No link abaixo você poderá consultar as movimentações da BRF por exemplo.

      http://siteempresas.bovespa.com.br/consbov/ExibeTodosDocumentosCVM.asp?CNPJ=01.838.723/0001-27&CCVM=16292&TipoDoc=C&QtLinks=10

      Abraço!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Opa!
      Não digo que é patrocinado pois não recebi valor monetário para elaborar e publicar. Contudo tenho acesso aos relatórios da casa e achei por vem divulgar aqui no site como forma de mostrar aos leitores esta parceria.
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.