Saque PIS/PASEP para Aposentadoria

O governo Temer pode entrar para a história deste país como o governo mais impopular de todos os tempos mas também como o governo que tirou o mercado financeiro brasileiro (mais especificamente a bolsa de valores brasileira) do buraco. Através de uma agenda reformista e agora desestatizante, o governo tem conseguido agradar em cheio os agentes econômicos. Outras medidas que estão sendo aplaudidas pelo mercado são a sistemática queda da taxa de juros e a injeção de dinheiro na economia através da liberação de recursos presos até então. Neste último quesito, já tivemos a libração do FGTS inativo e agora teremos a liberação do PIS/PASEP inativo para mulheres com 62 anos ou mais e homens com mais de 65 anos. Anteriormente, os recursos só poderiam ser liberados quando as pessoas completassem 70 anos.

Não há limite de valor – tudo que estiver disponível na conta do Fundo PIS/PASEP poderá ser sacado.
O governo federal divulgou hoje o calendário de pagamento dos recursos do Fundo PIS/PASEP para idosos. Só pode sacar o valor quem trabalhou como contratado em uma empresa ou servidor público antes de 4 de outubro de 1988 e ainda não sacou todos o recurso. Veja o calendário:

  • A partir de 19/10 para quem tem 70 anos ou mais;
  • A partir de 17/11 para quem já está aposentado;
  • A partir de 14/12 para mulheres com 62 anos ou mais e homens a partir dos 65.

Têm direito ao saque apenas pessoas que contribuíram para o PASEP ou o PIS até 4 de outubro de 1988 e que já não tenham efetuado o resgate total de seus saldos. O pagamento será feito pela Caixa Econômica (para iniciativa privada) e pelo Banco do Brasil (para servidores públicos). Quem começou a contribuir depois de 4 de outubro de 1988 não tem recursos a sacar.

Para quem tem conta nos bancos, o depósito será automático, sem que o correntista precise solicitá-lo. Os demais precisarão apresentar apenas um documento oficial de identificação nas agências. O comprovante de inscrição PIS/PASEP só será necessário caso os dados apresentados não permitam a identificação da conta.

pis pasep idosos

O presidente Michel Temer já completou um ano de governo e está com índices de aprovação abaixo de 10% — mais impopular do que a ex-presidente Dilma Rousseff quando sofreu o impeachment — mas demonstrando força suficiente no Congresso para negociar a aprovação de reformas polêmicas, como a da Previdência e a trabalhista. O presidente centra esforços na recuperação da economia e na esperança de deixar um legado como um “presidente reformista”.

Não sou defensor de Temer pois vejo ali algumas práticas de bastidores bem questionáveis, mas devo reconhecer que é um exímio articulador político, para o bem ou para o mal.

O próprio Temer já categorizou seu governo desde o início:  “há de ser um governo reformista, um governo das reformas“. Ele sabia que só teria estabilidade política se caminhasse neste sentido. Mesmo que isto trouxesse impopularidade perante a nação, que de fato ocorreu. Três circunstâncias estão facilitando esta empreitada. Primeira, como não conta com o aplauso das ruas, não precisa se preocupar (por enquanto) em perder pontos com os eleitores. Segunda, (por enquanto) o establishment rejeita demovê-lo da presidência.

Além disso, nada de braçada no Congresso Nacional, onde o apoio às reformas é imprescindível. Temer pode estar, assim, construindo seu espólio. Reformar em pouco mais de dois anos o que seus antecessores pós-ditadura não reformaram em 30. Legislação trabalhista, educacional, política, tributária, previdenciária, fiscal e sabe-se lá mais o quê. Certo é que ele está tentado dar um rumo para seu mandato-tampão. Em tempos de Lava-Jato e de desemprego, só não é possível apontar onde este caminho vai dar.

Saque do Saldo do PIS e do PASEP para Idosos

A Medida Provisória (MP) nº 797, que libera o saque de contas do PIS/PASEP para homens a partir de 65 anos e mulheres a partir dos 62 anos, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (24). A MP foi assinada ontem (23) pelo presidente Michel Temer em cerimônia no Palácio do Planalto.

Pelos cálculos do governo, a liberação deve injetar cerca de R$ 16 bilhões na economia, o que representa 0,25% do Produto Interno Bruto do País (PIB). A medida vai atingir 8 milhões de pessoas, sendo que a maioria tem saldo na conta do PIS/PASEP em torno de R$ 750.

O pagamento será iniciado em outubro. “Estamos, antecipadamente, injetando novos valores na economia brasileira”, disse Temer, em discurso durante a cerimônia. “Isso tudo será uma injeção na economia, além do que se cumpre mais uma função social”, completou.

O crédito será feito de forma automática para quem tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Na hipótese do crédito automático, o beneficiário poderá solicitar a transferência do valor para outra instituição financeira, em até três meses após o depósito. A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil definirão como será esse procedimento, quanto ao PIS e ao PASEP, respectivamente.



Independentemente da solicitação do cotista, a partir de outubro os saldos das contas individuais ficarão disponíveis. O cronograma de liberação do dinheiro irá até março de 2018 e será definido pela Caixa Econômica Federal, quanto ao PIS, e pelo Banco do Brasil, quanto ao PASEP. Na hipótese de morte do titular da conta individual, o saldo da conta será disponibilizado a seus herdeiros.

Atualmente, os trabalhadores têm direito ao abono salarial e rendimentos do PIS/PASEP desde que cadastrados como participantes dos fundos até 4 de outubro de 1988 e não tenham sacado o saldo. A Caixa, responsável pelo PIS, e o Banco do Brasil, administrador do PASEP, fazem esse pagamento de acordo com um calendário anual.

O saque do saldo principal é permitido atualmente nos seguintes casos: aposentadoria; 70 anos completos; invalidez; reforma militar ou transferência para a reserva remunerada; câncer de titular ou de dependentes; portador de HIV; amparo social ao idoso, concedido pela Previdência; amparo assistencial a portadores de deficiência da Previdência; falecimento e em casos de doenças graves.

PIS

Quem tem até R$ 1,5 mil a receber poderá retirar o valor apenas com a Senha Cidadão, nos terminais de autoatendimento da Caixa.  Quem tem entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil pode fazer o saque com o Cartão do Cidadão. Para os valores acima de R$ 3 mil, é preciso procurar as agências da Caixa.  A instituição informou ainda que 627 mil clientes com conta corrente, Caixa Fácil ou poupança receberão diretamente na respectiva conta o saldo das cotas do PIS dois dias úteis antes do início dos pagamentos.

PASEP

O Banco do Brasil, responsável pelo pagamento do PASEP, vai atender 267 mil correntistas de forma automática – um total de R$ 477 milhões serão depositados diretamente na conta desses brasileiros.
O restante dos beneficiários terá de consultar o saldo e fazer uma transferência.

Liberação de PIS/Pasep para Idosos Será Automática

Beneficiários do PIS/PASEP com direito ao saque antecipado receberão o dinheiro de forma automática em suas contas bancárias. Segundo resolução publicada no Diário Oficial da União, quem estiver com o cadastro atualizado nas instituições financeiras não precisará fazer a solicitação.

A regra explica, no entanto, que parte das pessoas precisará ir a uma agência solicitar o saque em função de algum problema no cadastro. Antes, para ter o benefício era preciso ter mais de 70 anos. Agora, mulheres a partir de 62 anos e homens a partir de 65 anos podem retirar o dinheiro.

Saque PIS/PASEP de Falecidos

Os herdeiros de falecidos podem sacar o benefício em qualquer data, sem necessidade de seguir o calendário para idosos. Para verificar o saldo disponível para saque do PIS/PASEP, é possível fazer uma consulta pela internet. É necessário ter senha, número do CPF ou Número de Identificação Social (NIS) e data de nascimento para conferir o saldo do PIS. No caso do PASEP, o beneficiário legal pode usar o número do CPF e a data de nascimento do cotista ou inscrição PASEP.

PIS

É preciso comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal. Deverão ser apresentados o documento de identificação, o comprovante de inscrição PIS (caso os dados apresentados não permitam a identificação da conta PIS) e documentos que comprove a relação de vínculo com o titular falecido, como certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS, atestado fornecido pela entidade empregadora (no caso de servidor público), alvará judicial designando o sucessor/representante legal, formal de partilha/escritura pública de inventário e partilha.

PASEP

Os herdeiros devem comparecer a uma agência do Banco do Brasil e solicitar o saque. Para isso é preciso apresentar certidão de óbito e certidão ou declaração de dependentes (beneficiários) habilitados à pensão por morte emitida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na qual conste o nome completo do dependente, data de nascimento e grau de parentesco ou relação de dependência com o participante falecido. Também podem ser apresentadas pelo herdeiro a certidão de óbito e a certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte emitida pela entidade empregadora, para os casos de servidores públicos. Nestas situações é necessário constar o nome completo do dependente, data de nascimento e grau de parentesco ou relação de dependência com o participante falecido. Entregar o alvará judicial designando os beneficiários do saque também é uma opção. Caso o alvará não faça menção ao falecimento do participante deve ser apresentado a certidão de óbito ou ainda escritura pública de inventário, podendo ser apresentado formal de partilha dos autos de processo judicial de inventário/ arrolamento ou escritura pública de partilha extrajudicial lavrada pelo tabelião do cartório de notas.

O Que é o PIS/PASEP?

O PIS/PASEP é um número cadastrado (de onze dígitos decimais) através de Documento de Cadastro do NIS (DCN) e Cartão de CNPJ, sendo que este serve para dar segurança ao FGTS e gerir o Programa de Integração. O PIS foi instituído com a justificativa de promover a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas. Na prática consiste em um programa de transferência de renda, possibilitando melhor distribuição da renda nacional.

PIS: Por meio da Lei Complementar n° 7/1970, foi criado o Programa de Integração Social (PIS). O programa buscava a integração do empregado do setor privado com o desenvolvimento do empregador. Atualmente a gestão e pagamento do PIS é de responsabilidade da Caixa Econômica Federal​.

PASEP: Paralelamente à criação do PIS, a Lei Complementar n° 8/1970 instituiu o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), com o qual União, Estados, Municípios e Distrito Federal contribuem com o fundo destinado aos empregados do setor público. O pagamento do PASEP é feito pelo Banco do Brasil.​

O Fundo PIS/PASEP?

O Fundo PIS/PASEP é resultante da unificação dos fundos constituídos com recursos do Programa de Integração Social – PIS e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – PASEP. Esta unificação foi estabelecida pela Lei Complementar nº 26, de 11 de setembro de 1975, com vigência a partir de 1º de julho de 1976, regulamentada pelo Decreto nº 78.276/1976, e hoje gerido pelo Decreto nº 4.751 de 17 de junho de 2003.

Desde 1988, o Fundo PIS-PASEP não conta com a arrecadação para contas individuais. Além disso, o art. 239 da Constituição Federal alterou a destinação dos recursos provenientes das contribuições para o PIS e para o PASEP, que passaram a ser alocados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT, para o custeio do Programa do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e ao financiamento de Programas de Desenvolvimento Econômico pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

consulta pis 2017 2018

Segundo informações extraídas do site da Caixa Econômica, o Programa de Integração é um programa de complementação de renda governamental. Até a Constituição de 1988, a taxa PIS-COFINS era destinada para quotas deste programa, sendo que o rendimento destas quotas podem ser sacadas anualmente e somente em eventos específicos como aposentadoria, morte ou doenças graves (Neoplasia e AIDS). Outra possibilidade de ganho é o abono salarial que segue a seguinte métrica, tendo cinco anos de cadastro no banco de dados que é o PIS, trinta dias trabalhados formalmente e media salarial igual ou inferior a dois salários mínimos informados por Relação Anual de Informações Sociais.

Abono Salarial PIS

Instituído pela Lei n° 7.998/90, o Abono Salarial equivale ao valor de no máximo um salário mínimo a ser pago conforme calendário anual estabelecido pelo CODEFAT aos trabalhadores que satisfaçam os requisitos previstos em lei. Para ter direito, o trabalhador precisa:

  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Ter seus dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS);
  • Com a Lei 13.134/15, o Abono Salarial passou a ter valor proporcional ao tempo de serviço do trabalhador no ano-base em questão. O cálculo do valor do benefício corresponde ao número de meses trabalhados no ano-base multiplicado por 1/12 do valor do salário mínimo vigente na data do pagamento.

O trabalhador deverá ter trabalhado no mínimo 30 dias com carteira assinada por empresa no ano-base, requisito para ter o direito ao Abono Salarial, e cada mês trabalhado equivale a 1/12 de salário mínimo no valor do benefício, sendo que o período igual ou superior a 15 dias contará como mês integral. O pagamento pode ser realizado:

  • Por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente ou poupança na Caixa;
  • Nos caixa eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui utilizando o Cartão do Cidadão;
  • Em agência da Caixa , apresentando o número do PIS e um documento de identificação.

Consulta PIS 2017/2018

A consulta do PIS 2017/2018 pode ser realizada tanto por telefone, pelo portal do cidadão na internet ou em agências da Caixa Econômica. Antes de qualquer tentativa de acesso à consulta do PIS online, a Caixa sugere alguns cuidados de prevenção:

  • Nunca acesse seus dados de um computador público;
  • Não acesse seus dados pessoais sem um antivírus atualizado em seu computador;
  • Nunca deixe programas abertos de consulta com seus dados pessoais;
  • Nunca revele suas senhas.

Consulta PIS por Telefone

A Caixa Econômica disponibiliza um canal de consulta do PIS por telefone. Qualquer cidadão brasileiro pode ligar gratuitamente para a central de atendimento Caixa Cidadão através do número 0800-726-0207 e consultar as datas de pagamento e saldos do PIS, de acordo do a tabela estabelecida para o pagamento do benefício. A central da Caixa para consulta PIS funciona de segunda à sexta, entre as 8h e as 21h, e aos sábados, das 10h até as 16h aceitando chamadas originadas de telefones fixos e celulares..

Consulta PIS na Agência da Caixa Econômica

A consulta PIS 2017/2018 também pode ser feita também em agências da Caixa Econômica. Se o trabalhador tiver em mãos o cartão do cidadão e um documento de identidade, o mesmo poderá consultar o PIS no atendimento de qualquer agência bancária da Caixa, em lotéricas, ou em postos de atendimento do Caixa Aqui. Caso não possua o cartão de cidadão, o trabalhador pode consultar o seu benefício com a carteira de identidade. Se o beneficiário verificar que o seu pagamento do PIS já está disponível, o mesmo poderá realizar o saque do benefício, ou transferir o valor do benefício para sua conta, caso seja correntista da Caixa. O serviço de consulta PIS online está disponível 24 h​oras por dia, 7 dias por semana.

Consulta PIS no Site da Caixa Econômica

A consulta do PIS online é a maneira mais rápida e prática de consultar o abono salarial. Para realizar a consulta do PIS 2017/2018 pela internet é necessário ter em mãos o número do NIS – Número de Integração Social – que está presente no cartão do cidadão e na carteira de trabalho. Para consultar o PIS deve-se acessar o portal do cidadão da Caixa Econômica Federal. Para realizar a consulta PIS basta digitar no primeiro campo o número do NIS, e no campo seguinte a sua senha.

consulta pis online

Caso você nunca tenha acessado o portal do cidadão e não possua senha de acesso pela internet, você deverá clicar no botão Cadastrar Senha para realizar o cadastro. Ao acessar o ambiente virtual Caixa Cidadão você poderá conferir informações sobre vários benefícios sociais tais como PIS 2017/2018, informações de datas de pagamento do seguro desemprego, saldo do seu FGTS, etc.

consulta pagamento pis

Depois de ter acessado a consulta PIS online, você será enviado ao ambiente seguro onde vai poder conferir os seus dados. No ambiente serão exibidos:

  • O número do seu PIS;
  • Seu nome completo;
  • O horário exato em que você acessou o portal da Caixa;
  • Saldos das quotas (se disponível);
  • Quais benefícios você tem direito (abono salarial Caixa PIS ou rendimentos);
  • O valor do benefício que você possui disponível para saque;
  • Informações sobre o benefício, se já foi sacado, ou se já está disponível para efetuar o saque;
  • No caso de você já ter feito o saque, e não se lembrar, vai aparecer a data quando o pagamento do PIS foi feito;
  • Também será exibido o local onde ele foi sacado, por motivos de segurança;

consulta abono salarial

Como Descobrir meu Número do PIS?

Você pode encontrar o número do PIS no seu cartão cidadão ou na própria carteira de trabalho como mostra a figura abaixo:

como consultar o numero do pis

Caso não encontre, pode tentar localizar o seu número PIS através do site do DATAPREV como mostra a figura abaixo:

consulta pis dataprev

No site DATAPREV, clique no menu Inscrição, em seguida Filiado. Será pedido nome completo do filiado, a data de nascimento, o nome completo da mãe (pode marca “ignorado” se ocorrer o erro “existe um CPF para a conta”), número do CPF e um documento de identificação (RG, CNH ou CTPS). Será apresentada uma barra vermelha indicando o número PIS, PASEP E NIT, (que são o mesmo).

numero do pis

A consulta do número do PIS também pode ser feita pela central de atendimento da Previdência Social no número 135, e no número de atendimento da Caixa Econômica Federal 0800-726-0207.

Saque do PIS 2017/2018

O PIS 2017/2018 é sempre bastante esperado pelos trabalhadores. Muitos beneficiados contam com este dinheiro para sanear o orçamento doméstico em épocas de crise como agora. O valor de saque do PIS 2017/2018 pode chegar ao máximo de até um salário mínimo (R$ 937,00).

Nem todos os beneficiados irão receber o valor integral do abono PIS/PASEP como era antigamente. De acordo com a nova lei 13.134/15, o cálculo do valor do benefício passa a ser sobre o número de meses trabalhados com registro no ano, e o pagamento integral do abono será feito apenas para quem trabalhou 12 meses com carteira assinada.

Estas novas regras já estavam em vigor durante o calendário de pagamento do ano passado, contudo, muitos beneficiados ainda desconhecem a nova lei. Portanto é muito importante ficar de olho nas tabelas oficiais que serão divulgadas ainda em 2017.

A previsão é que os nascidos no mês de Julho poderão sacar o benefício já no final do mês, e clientes com conta corrente na Caixa Econômica. Já os aniversariantes de Agosto, Setembro e Outubro poderão contar com o benefício nos dias 18, 15 e 14 de cada respectivo mês. Portanto, fique atento à consulta do PIS.

Na segunda etapa do calendário, que tem início em 2018, o esquema de pagamento é um pouco diferente. Aniversariantes de Janeiro e Fevereiro poderão sacar o dinheiro a partir da segunda quinzena de Janeiro. Quem comemora em Março e Abril poderá realizar o saque a partir da segunda quinzena de Fevereiro e, por fim, os aniversariantes de Maio e Junho poderão sacar a partir da segunda quinzena de Março.

Calendário de Pagamento do PIS 2017/2018

Veja abaixo o calendário do PIS 2017/2018. Consulte o calendário de pagamento do abono salarial e dos rendimentos do PIS e verifique a data de recebimento pois ela varia de acordo com o mês do seu aniversário. A data final do recebimento é 29/06/2018.

Nascido em ​Início do Pagamento ​Crédito em Conta para Correntistas da Caixa
​Julho ​27/07/2017 ​​25/07/2017​
​Agosto ​17/08/2017 ​​15/08/2017​
​Setembro ​14/09/2017 ​​12/09/2017​
​Outubro ​19/10/2017 ​​17/10/2017​
​Novembro ​17/11/2017 ​14/11/2017
​Dezembro ​14/12/2017 ​​12/12/2017
​Janeiro ​​
​​18/0​1/2018
 

16/01/2018

​Fevereiro
​Março  

​​22/02/2018

​ ​
​​20/02/2018
​Abril
​Maio  

​​15/03/2018​​

 

13/03/2018

​Junho

Obs.: O pagamento de Abono regularização cadastral (inciso II do art. 4º, desta Resolução) será no período de 05/10/2017 a 29/06/2018.

Como Sacar o PIS 2017/2018

Depois que você fizer a consulta PIS e ver que já tem direito ao saque do abono salarial em 2017/2018, então a próxima etapa será realizar o saque. O processo é muito simples e fácil, podendo ser realizado pelo beneficiário sem burocracia nenhuma: basta que o trabalhador, que tenha direito a receber o benefício compareça a uma agência bancária da Caixa Econômica Federal ou a uma lotérica levando consigo um documento de identidade e o seu cartão do cidadão. Deve-se ir ao atendimento e solicitar o saque do benefício, dentro do prazo de saques, que vai desde a data em que o seu pagamento foi liberado. Outras dicas:

  • Quem possui o Cartão Cidadão pode efetuar o saque nos caixa eletrônicos da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas.
  • Quem não possui o cartão, deve procurar uma agência da Caixa e apresentar um documento de identificação. Na ocasião, o trabalhador pode aproveitar para solicitar o Cartão Cidadão e cadastrar sua senha.
  • Quem possuir conta individual na CAIXA tem o benefício depositado diretamente na conta, caso haja saldo acima de R$1,00 e movimentação.

Atenção: Só existe uma forma de receber o abono salarial de 2017/2018 antes da data do pagamento, que é no caso de pessoas portadoras de AIDS ou de Câncer, em que é possível pedir na justiça a liberação do PIS 2017/2018 antes da data em que o benefício é liberado. Apesar da legislação só garantir no caso dessas das doenças, vários juízes já entendem que no caso de outras doenças graves, também é possível realizar o saque do benefício.

Fonte

Abono Salarial PASEP

O abono salarial PASEP 2017/2018, no valor de um salário mínimo, é disponível ao trabalhador que atenda a todas as seguintes condições:

  • Esteja cadastrado no PASEP há pelo menos cinco anos;
  • Tenha ganho no ano-base média mensal de até dois salários mínimos (soma das remunerações informadas por um ou mais empregador);
  • Tenha trabalhado no mínimo 30 dias no ano anterior;
  • Esteja relacionado corretamente na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) do ano-base anterior ao pagamento.

Caso o participante não saque o abono salarial no período definido no calendário anual de pagamentos, o valor é devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador-FAT.

A partir do exercício 2016/2017, entram em vigor as novas regras do Abono Salarial. Aprovadas pelo Congresso Nacional (Medida Provisória 665), elas associam o valor do benefício ao número de meses trabalhados no exercício anterior. Nesta situação, quem trabalhou um mês no ano-base 2015 receberá 1/12 do salário mínimo, e não 100% como determina a regra vigente até junho de 2016.

Existem três formas de receber os rendimentos e o abono salarial, a depender do disposto nas Resoluções divulgadas anualmente:

  • Crédito em folha de salários – para servidores de empresas conveniadas ao Banco do Brasil;
  • Crédito em conta corrente – para os clientes do Banco do Brasil;
  • Nos guichês de caixa – para quem  não recebeu nas modalidades de pagamentos acima.

Saque do Abono Salarial PASEP 2017/2018

Veja abaixo o calendário do PASEP 2017/2018. Como administrador do PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), o Banco do Brasil paga seus abonos/rendimentos para os servidores públicos participantes. A data final do recebimento é 29/06/2018.

Final de Inscrição Início do Pagamento Crédito em Conta para Correntistas do B.B.
0 27/07/2017 01/08/2017
1 17/08/2017 01/09/2017
2 14/09/2017 02/10/2017
3 19/10/2017 01/11/2017
4 17/11/2017 01/11/2017
5 18/01/2018 02/01/2018
6 e 7 22/02/2018 01/02/2018
8 e 9 15/03/2018 01/03/2018

Obs. 1: O pagamento pela FOPAG (através da folha de pagamento das entidades conveniadas) – o crédito será efetuado no período de agosto/2017 a maio/2018.

Obs. 2: O pagamento de Abono regularização cadastral (inciso II do art. 4º, desta Resolução) no período de 05.10.2017 a 29/06/2018.

Fonte

 

suno research recomendação

8 comentários em “Saque PIS/PASEP para Aposentadoria

  1. Avany L.M. Santos Silva Responder

    Como ficam os dependentes de pessoas que já faleceram?Tem direito a receber?

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Têm direito ao saque apenas pessoas que contribuíram para o PASEP ou o PIS até 4 de outubro de 1988 e que já não tenham efetuado o resgate total de seus saldos. Estão contemplados mulheres com 62 anos ou mais e homens com mais de 65 anos. Anteriormente, os recursos só poderiam ser liberados quando as pessoas completassem 70 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.