Aprenda aqui como declarar poupança no Imposto de Renda 2017. Veja como proceder para apurar o rendimento da sua aplicação.

Como Declarar Poupança?

Se você tem dinheiro aplicado em poupança pode ser obrigado a declarar o Imposto de Renda, conforme duas regras da Receita. Em 2016 a Receita exigia que quem tinha, em 31/12/2015, a posse de bens ou direitos que somavam mais de 300 mil reais estava obrigado a declarar.

Portanto, os contribuintes que tinham mais de 300 mil reais na poupança, ou possuíam na data outros bens, como imóveis e carros, que, somados ao valor da poupança, ultrapassaram 300 mil reais, estavam obrigados a declarar o Imposto de Renda.

Outra regra de 2016 exigia que quem recebeu, em 2015, mais de 40 mil reais em rendimento isentos, como é o caso do obtido com a poupança, também deveria declarar. O contribuinte que se encaixou em uma dessas duas regras só estará dispensado da entrega da declaração se for incluído como dependente no Imposto de Renda de outra pessoa.

Os saldos da poupança em 2016 e 2017, bem como o valor exato dos rendimentos registrados na aplicação financeira, podem ser consultados no informe de rendimento do banco. Esse documento pode ser enviado por correio, consultado pelo internet banking e em caixas eletrônicos ou solicitado nas agências bancárias.

No informe, os bancos detalham as informações tal como elas devem aparecer na declaração com o saldo em 2016 e 2017, os rendimentos obtidos no período, além da razão social e CNPJ do próprio banco. Lembrando que os rendimentos obtidos com a poupança são sempre isentos de imposto de renda.

Como Declarar Poupança – Rendimentos Isentos

Poupança em banco é algo que a maior parte dos brasileiros possui e, apesar da sua baixa remuneração, sua principal característica é ter rendimentos isentos de imposto de renda. Desta forma, o investidor precisará acessar a ficha de declaração “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” conforme mostra o destaque 1 da figura a seguir.

Na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” o investidor deverá escolher a opção “8 – Rendimentos de cadernetas de poupança e letras hipotecárias” conforme mostrado no destaque 2 da figura abaixo. Feito isto, será exibido o quadro auxiliar para transporte de valor através do qual o investidor irá lançar seus saldos de poupança apurados no final do ano-calendário.

como declarar poupanca

Como Declarar Poupança – Bens e Direitos

Através do formulário “Dados do Bem” exibido a seguir o investidor deverá selecionar a opção “41 – Caderneta de poupança” e a localização.

como declarar poupanca

No campo “Discriminação” o texto é livre mas eu costumo colocar o nome do banco/CNPJ, número da agência e conta. Nos campos “Situação em …” o investidor deverá lançar os valores no final do ano anterior ao ano-calendário e no final do ano-calendário.



Como Declarar Poupança – Informe de Rendimentos

Todas as instituições financeiras onde o investidor possui ativos devem fornecer o Informe de Rendimentos Financeiros do último ano-calendário. Geralmente são enviados por correio ou podem ser acessados nos sites das instituições. Logo abaixo temos um exemplo de um informe:

informe de rendimentos

No destaque 1 estão os CNPJs relacionados à instituição financeira. O investidor deve tomar cuidado pois os rendimentos apresentados logo estão vinculados à apenas um dos CNPJs.

No destaque 2 são apresentados os saldos das posições financeiras no ano-calendário anterior e no destaque 3 os saldos das posições no ano-calendário em questão.

No destaque 4 são apresentados os rendimentos de cada aplicação financeira, tais como poupança e títulos do tesouro.

Como Declarar Poupança – Dúvidas mais Comuns

Pergunta: Em 2015 meus rendimentos foram de R$ 25.490. Recebi também R$ 2.130,44 de rendimentos de uma poupança. Devo soma esse rendimento de poupança ao que recebi no ano passado? Sou obrigado a declarar?

Resposta: Se os R$ 25.490 foram rendimentos tributáveis, como salário, não se deve somar com os R$ 2.130,44 de rendimento da poupança, e estará livre de declarar o imposto de renda. A Receita exige que a declaração seja feita por quem recebeu mais de R$ 28.123,91 de renda tributável em 2015. Porém, se os R$ 25.490 foram rendimentos isentos, como aposentadoria por doença grave, então deve-se somar com os R$ 2.130,44 de rendimento da poupança. Mesmo assim, estaria isento de declarar pois a soma está abaixo do mínimo exigido pela Receita. Para declarar o imposto de renda, precisa ter ganho mais de R$ 40 mil de rendimentos isentos em 2015. Contudo, pode ser obrigado a fazer a declaração por outras razões, como possuir bens de mais de R$ 300 mil.

Artigos Relacionados

Comente...