Pergunta do contribuinte: Fiz um empréstimo de R$50.000,00 e queria saber se tenho que declarar este valor na minha declaração? Aprenda neste tutorial como declarar empréstimo pessoa física no Imposto de Renda 2017, como declarar empréstimo de pai para filho, como declarar empréstimo quitado no mesmo ano, etc…

Como Declarar Empréstimo no IRPF 2017?

Devido à crise, o ano de 2016 foi muito difícil e milhares trabalhadores perderam o emprego. Mas a crise não atingiu apenas os empregados, muitos empreendedores tiveram que fechar as portas dos seus estabelecimentos. E neste cenário de dificuldades, muitos tiveram que recorrer aos seus parentes e amigos para tomar dinheiro emprestado.

Quem tomou empréstimos ou emprestou dinheiro acima de R$ 5.000 em 2016, seja envolvendo um amigo, um parente ou uma instituição financeira, precisa declarar esta informação no Imposto de Renda 2017. Apesar de não serem tributados, todos os empréstimos feitos em 2016 e que tenham valor superior a 5 mil reais, incluindo os contraídos e quitados integralmente no ano passado, devem ser declarados agora em 2017.

Como Declarar Dívida de Empréstimo no IRPF 2017?

Todos os empréstimos que não forem feitos por alienação fiduciária (quando o bem é dado como garantia, como no financiamento de carros e imóveis) devem ser declarados.

Para quem tomou o empréstimo em 2016, a dívida contraída deve ser declarada na ficha Dívidas e Ônus Reais, informando a natureza da dívida, o nome e CPF ou CNPJ do credor.

Será preciso criar um item para cada um dos credores, especificando-os pelos códigos de 11 a 16, dependendo da situação:

11. Estabelecimento bancário comercial;
12. Sociedades de crédito, financiamento e investimento;
13. Outras pessoas jurídicas;
14. Pessoas físicas;
15. Empréstimos contraídos no exterior;
16. Outras dívidas e ônus reais.

como declarar dividas

No campo Discriminação, declare os dados da dívida informando quem lhe cocnedeu o empréstimo, com nome e CPF ou CNPJ.

O campo Situação em 31/12/2015 deve ser zero se a dívida foi contraída em 2016 ou deve conter o valor da dívida no final de 2015.

No campo Situação em 31/12/2016, informe o saldo devedor. Caso a dívida for antiga (anterior a 2016) e tenha pago algum valor em 2016, diminua esse valor do saldo informado.

Qual Dívida não Precisa Declarar no IRPF 2017?

Não é obrigatório declarar dívidas com o valor igual ou inferior a R$ 5.000. Também não se deve declarar dívidas e ônus reais de:

  • Financiamentos do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) ou sujeitos às mesmas condições (aqueles nos quais o bem é dado como garantia do pagamento. Ex: alienação fiduciária, hipoteca, penhor etc.)
  • Bens adquiridos por consórcio
  • Atividade rural



Como Declarar Conta Corrente Negativa no IRPF 2017?

Se a sua conta corrente estava negativa no dia 31/12/2016 em mais de R$ 5.000 então esta dívida obrigatoriamente deve ser informada. Mesmo quem tem um valor abaixo disso pode informar a conta-corrente apenas para manter o controle da conta na declaração.

Quais Outras Dívidas Precisam Ser Declaradas no IRPF 2017?

Todos os empréstimos que não utilizam os bens adquiridos como garantia — como os feitos entre pessoas físicas, crédito consignado, crédito pessoal ou cheque especial — devem ser declarados.

Já os financiamentos de imóveis e de veículos, nos quais o bem que está sendo comprado costuma ser oferecido como garantia do pagamento da dívida ao banco, devem ser incluídos na ficha  de bens e direitos.

Como Declarar Financiamento Estudantil no IRPF 2017?

Financiamento estudantil contratado deve ser declarado na ficha de dívidas e ônus reais com o código que corresponde ao tipo de credor que forneceu o crédito.

Já o valor pago à instituição de ensino, ainda que com recursos do financiamento, pode ser deduzido como despesa com educação no ano do pagamento das parcelas. Contudo o pagamento do empréstimo ao banco que forneceu o crédito não pode ser deduzido.

O contribuinte pode deduzir os gastos com educação da base de cálculo do imposto enquanto estiver de fato estudando e as mensalidades estiverem sendo pagas. Se depois de se formar ele continuar pagando as prestações do empréstimo, como ocorre no Fies, esses valores não poderão ser deduzidos da declaração.

Como Declarar Dinheiro Emprestado no IRPF 2017?

Quem emprestou dinheiro para outra pessoa em 2016 no valor superior a R$ 5.000 deve declarar a operação no imposto de renda 2017.

Na ficha Bens e Direitos, selecione o código 51 – Crédito decorrente de empréstimo e informe no campo Discriminação o valor do empréstimo bem como o nome e CPF do mutuário (pessoa que recebeu o dinheiro).

como declarar emprestimo

Deixe o campo Situação em 31/12/2015 zerado caso o empréstimo tenha sido feito em 2016.  Se for empréstimo anterior a 2016 então entre com o valor emprestado em 2015.

Se for empréstimo anterior a 2016, no campo Situação em 31/12/2016 repita o valor do crédito a receber informado em 2015, caso não tenha recebido nada em 2016.  Se recebeu algum valor, deduza essa quantia.

Se o empréstimo tiver sido realizado e quitado no mesmo ano, a transação deve ser informada da mesma maneira, mas, nesse caso, os campos “Situação em 31/12/2015” e “Situação em 31/12/2016” não devem ser preenchidos. Toda a informação do empréstimo deve ser relatada no campo “Discriminação”.

Como Declarar Recebimento de Juros de Empréstimo no IRPF 2017?

Caso o dinheiro emprestado lhe seja devolvido com juros, esta remuneração estará sujeita ao recolhimento de imposto de renda, conforme as regras de pagamento pelo carnê-leão. Essa obrigação vale para quem teve esse tipo de renda acima de R$ 1.903,98.

Se não fez os pagamentos mensais do carnê, todos eles devem ser acertados de uma vez antes de fazer a declaração. Mesmo assim, será multado em 20% do imposto devido. Se não regularizar a situação, a multa é de 50%, também calculada sobre o imposto devido.

suno research recomendação

12 comentários em “Como Declarar Empréstimo?

  1. Manoel Custódio Responder

    Olá a todos

    Você precisa de empréstimo? Você pode resolver seus problemas quando você corre para ela, sou Manoel Custódio do brasil, houve um tempo, eu estava procurando empréstimo para pagar minhas contas, então eu me entrei na mão de fraudes diferentes e fui enganado por diferentes Credor, se não for Sandra, que é meu bom amigo, me apresente para a Sra. Favor Elena (CEO) FAVOR ELENA EMPRÉSTIMOS, e ela me ajuda com um empréstimo de R $ 35.000 sem dificuldades meu povo do Brasil, você pode entrar em contato com ela via E-mail: favourelena1@hotmail.com E não se esqueça de dizer a ela, que eu apresentei sua empresa

    Atenciosamente,
    Manoel Custódio

  2. José Alessandro de Lima Santos Responder

    E nos casos onde seja feito vários empréstimos menos, mas que somando todos, não ultrapassem 5.000 por mês? Como deve ser feito?

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Bom dia José!

      Se o total de empréstimos que você contraiu não somou 5.000 então não vejo motivos para declarar.

      Abraço!

  3. Mr Jeff Responder

    Este artigo sobre declaração de empréstimo no imposto de renda me ajudou muito. Obrigado!

  4. admin Responder

    Olá,
    Isto é para informar o público em geral de que o Sr. Chris, um credor de empréstimo privado abriu uma oportunidade financeira para todos os que precisam de qualquer ajuda financeira. Eu dou empréstimo a taxa de juros de 2% para indivíduos, empresas e empresas sob uma cláusula e condições claras e compreensíveis. Contate-nos hoje por e-mail em: (CHRISJONESLOANSFIRM@GMAIL.COM),

  5. jane Responder

    Este texto sobre declaração de empréstimos no imposto de renda ficou muito bom!

  6. JIM BUFFER Responder

    Parabéns pelo artigo sobre empréstimo de dinheiro no imposto de renda. Muito completo e didático!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.