Fechamento de Mercado (Maio/2017)

Uau! O mês que passou foi bem agitado. Brasília pegou fogo e voou faísca pra todo lado. Veremos agora como foi o fechamento mensal do mercado analisando os principais indicadores econômicos de maio/2017. Ao final farei um resumo dos meus investimentos pessoais neste mês que passou.

Em um mês marcado pelas incertezas políticas agravadas com as delações superpremiadas dos executivos da empresa JBS, o IBOV encerrou maio com desvalorização de -4,12% depois de chegar a cair impressionantes 10% em um único dia com acionamento de circuit breaker. Na outra ponta o dólar chegou a subir 8% no dia do pânico pós-delação mas acabou perdendo força nos dias seguintes fechando o mês com leve alta 1,93%.

Entre as notícias políticas que trouxeram mau humor aos investidores neste fim de mês está a de que a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou, por unanimidade, a Proposta de Emenda à Constituição que determina a realização de nova eleição direta para presidente e vice-presidente da República na hipótese de os cargos ficarem vagos nos três primeiros anos do mandato presidencial.

“A decisão mostra que talvez não tenha o apoio necessário para continuar no cargo. É difícil traçar algum planejamento. O que interessa para o mercado é a aprovação das reformas estruturais”, diz Ari Santos, gerente de mesa Bovespa da H.Commor DTVM.

Ontem o Comitê de Política Monetária reduziu a taxa básica de juros, a Selic em 1 ponto percentual para 10,25% ao ano, patamar não visto desde o começo de 2014. No comunicado apresentado após a decisão, o colegiado presidido por Ilan Goldfajn cita diversas vezes o aumento de incertezas sobre a condução do processo de aprovação das reformas, como a da Previdência e a trabalhista, e acena uma “redução moderada” no ritmo de corte da SELIC na próxima reunião. O aumento da incerteza proveniente do campo político também pode ter influência sobre o ciclo total de corte de juros, bem como sobre o processo de desinflação da economia.

“Em função do cenário básico e do atual balanço de riscos, o Copom entende que uma redução moderada do ritmo de flexibilização monetária em relação ao ritmo adotado hoje deve se mostrar adequada em sua próxima reunião”, diz o comunicado.

Indicadores Econômicos em Maio de 2017

Sell in May and Go Away. Essa é uma das expressões mais emblemáticas do mercado de capitais e está relacionada ao período de férias nos E.U.A. que começa em maio. A “estratégia” de sell in May and go away é preconizada por uma grande saída dos investidores do mercado de ações em maio com o objetivo de evitar o período tipicamente volátil de maio a outubro. Este movimento baseia-se no baixo desempenho histórico das ações no período de seis meses que começa em maio e termina em outubro, em comparação com o período de seis meses de novembro a abril.

A frase “vender em maio e cair fora” é provavelmente originada de um antigo ditado inglês: “Sell in May and go away, and come on back on St. Leger’s Day.” Esta frase refere-se ao costume de aristocratas, comerciantes e banqueiros que gostaram de deixar a cidade de Londres e ir ao país para escapar do calor durante os meses de verão. St. Leger’s Day refere-se a St. Leger’s Stakes, uma corrida de cavalos de puro sangue em meados de setembro e a última etapa da British Triple Crown. 

Já os comerciantes americanos que provavelmente passaram mais tempo em férias entre o Memorial Day e o Dia do Trabalho imitam essa tendência e adotaram a frase como um adágio de investimento. No entanto, as estatísticas históricas também suportam esse pouco de sabedoria popular.

sell in may and go away

Por aqui o mês maio tinha cara de ser mais um mês de alta na bolsa, meu portfólio por exemplo estava batendo recorde de rentabilidade histórica até surgir uma cisne negro no mercado brasileiro. OK, este cisne não era tão negro assim pois era de certa forma esperado, digamos então que foi um cisne cinza.

Com a forte volatilidade gerada na quinta-feira do dia 18/05/2017, dia em que foi acionado o primeiro circuit breaker desde as fortes quedas da crise de 2008, o IBOV registrou uma variação de 8.477 pontos da máxima do pregão anterior (68.792 pontos) à mínima do pregão do pânico (60.315 pontos). Essa foi a maior volatilidade registrada desde março de 2016, quando o mercado variou 9.467 pontos. Nesta época, o mercado começava a precificar o processo de impeachment de , com a eclosão dos protestos em diversas capitais do Brasil.

A tabela de indicadores econômicos abaixo apresenta os principais índices financeiros registrados no mês de maio. Estes dados são compilados pelo portal Valor Data e podem ser encontrados sempre atualizados nesta página.

indicadores economicos maio 2017

Meus Investimentos em Maio de 2017

Rentabilidades

A rentabilidade geral dos meus investimentos em maio foi de -0,34%. Em 2017 a rentabilidade acumulada caiu de 10,81% para 10,29%. No histórico a rentabilidade geral está em 27,57%.

indices financeiros maio 2017

A rentabilidade negativa deste mês foi muito influenciada pelo fraco desempenho da carteira de ações. Enquanto o IBOV caiu -4,12% em maio, minha carteira de ações caiu -1,83%. No entanto em 2017 as ações possuem valorização de 12,21% contra 4,12% do índice.

indicadores economicos maio 2017 acoes

Como mostra o gráfico abaixo, o IBOV apresentava uma boa alta até o fatídico dia da delação premiada da JBS. No pregão seguinte a queda foi profunda porém o índice iniciou um movimento de recuperação que foi interrompido com a queda do último pregão de maio. O IBOV acabou fechando o mês de maio de 2017 a 62.711,47 pontos.

ibov maio 2017

Minha carteira de FIIs apresentou queda apesar do IFIX ter subido. A queda da carteira de FIIs foi de -0,94% enquanto o IFIX subiu 1,02%. No ano a minha carteira de FIIs apresenta valorização de 7,93% enquanto o IFIX sobe 10,31%.

indicadores economicos maio 2017 fiis

A exemplo do IBOV, o IFIX também apresentou queda profunda no pregão seguinte à delação. Contudo a queda do IFIX teve uma amplitude menor do que a queda do IBOV. Mesmo com um desempenho tão negativo, o IFIX apresentou um movimento corretivo que o fez fechar positivo em maio a 2.056,75 pontos.

ifix maio 2017

Em abril as ações da minha carteira que tiveram maiores quedas foram: TCSA3 (-19%), STBP3 (-17%) e PINE4 (-16%). As ações que tiveram maior alta foram: BOBR4 (34%),  FIBR3 (26%) e ANIM3 (21%). Veja no radar de ações as demais ações da minha carteira e os desempenhos individuais de cada um.

Já os FIIs que mais caíram foram: FEXC11 (-13%), EDGA11 (-10%) e XTED11 (-4%). Enquanto os que mais subiram foram: HGRE11 (9%), RBRD11 (8%), e TRXL11 (6%). Veja no radar de FIIs os demais FIIs da minha carteira e os desempenhos individuais de cada um.

Proventos

Neste mês de maio o dividend yield das ações foi de 0,4% e dos FIIs foi de 1,03%. O dividend yield geral foi de 0,72%. A dy médio das ações está em 0,32% e dos FIIs em 0,98%. O dy médio geral está em 0,66%. Abaixo é apresentado o gráfico histórico de proventos.

indicadores economicos maio 2017 proventos

Alocação de Ativos

O percentual alocado na renda fixa caiu de 14,4% em abril para 11,6% em maio. Em função das quedas das ações e FIIs usei um pouco do caixa para comprar mais ativos. O gráfico abaixo apresenta a alocação de ativos atual.

indicadores economicos maio 2017 alocacao ativos

Day-Trade

Neste mês de maio realizei 6 operações day-trade com mini índice em 6 pregões distintos. Operei 1 mini contrato em cada operação tendo obtido resultado positivo em todas as operações. Tenho operado muito pouco no intra-day, um dia ou outro realizo alguma operação. No entanto o desempenho está razoável, a última vez que fechei um pregão no negativo foi em junho do ano passado. O gráfico abaixo apresenta a curva histórica de desempenho onde o eixo y apresenta o valor líquido em reais obtido por mini contrato operado.

indicadores economicos maio 2017 day trade

A operação de hedge na compra do dólar foi fechada a R$ 3,4 no pregão do pânico quando o dólar subia 8% no dia. Analisando o preço de fechamento do dólar no último pregão do mês que foi de R$ 3,22, posso dizer que esta saída foi pra lá de acertada. No momento estudo realizar nova compra de contrato de dólar futuro.

suno research recomendação

23 thoughts on “Fechamento de Mercado (Maio/2017)

  1. Anônimo Reply

    Fala, Uo!

    Excelente postagem, como de costume. Me diga uma coisa, IFIX tá muito esticado, não? Você acha que deve cair nos próximos meses?

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala Anom!

      Obrigado!

      Então, esticou porque a taxa de juros caiu, está precificando o momento atual. Se as taxas continuarem caindo vai subir mais, por outro lado se o risco-país aumentar e as taxas voltarem a subir então o IFIX vai cair. Mas futuro é futuro, nunca iremos saber. Na dúvida, compre aos poucos e guarde dinheiro em caixa caso uma queda mais forte ocorra.

      Abraço!

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala Mauricio!

      Acho que está todo mundo nesta batida.

      Valeu!

  2. Pobre Japa Reply

    Ah Uó, nem sentiu então, caiu quase nada e sua rentabilidade do ano é de fazer inveja.

    Gosto muito dos seus posts, sempre muito bem escrito e com as informações organizadas

    Grande abraço

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Olá Japa!

      Obrigado! Tá ruim mas tá bom, rs.

      Abraço!

  3. Gaúcho Reply

    Uó que mês en! Aqui no finalzinho deu aquele up de ultima hora nas cotações do FIIs e fechou positivo.

    Tu tem algum artigo publicado que eu não tenha visto sobre essas compras em dolar?

    abraço e sucesso na jornada!

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Opa Gaucho!

      Não falei sobre as compras do dólar em um post específico, apenas nos fechamentos.

      Abraço!

  4. Guardião do Mobral Reply

    Fala Uó.

    Ficamos próximos : 0,2 negativo e 0,3 negativo!

    Me fala uma coisa, se te dessem hoje um cheque de 100K para investir, o que faria?

    P.S.: ainda usa o mesmo e-mail? Qual está usando?

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala S. Guarda!

      100 K?! Me passa primeiro a grana que penso depois no que fazer, rs. Mas acho que colocaria tudo na poupança e aguardaria as próximas promoções da bolsa.

      uorrembife@gmail.com

  5. Cowboy Investidor Reply

    Olá UÓ,
    Seu patrimônio praticamente não caiu. Ficou até estável. A rentabilidade anual está muito bem.
    A minha carteira caiu muito, mas o fechamento foi pouca queda.

    Abraços.

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Opa Cowboy!

      O que me ajudou mesmo neste mês foi a compra do dólar, serviu para amenizar a queda. As ações este anos até que estão indo bem, estou ficando acima do IBOV, mas os FIIs estão fraquinhos, tenho muito FII de papel na carteira como o FEXC que caiu muito neste mês, e alguns FIIs com alta vacância como o XTED.

      Abraço!

  6. dasilvj4 Reply

    Orra Uo, só a titulo de curiosidade, quanto foi a queda do portifolio no dia 18?
    Eu fechei com -0,9% mas no entre o dia 17 e 18 foi -8,7%, subiu no começo e agora no fim do mês, mas esse dia foi osso.

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Então, no ápice do pânico a carteira total chegou a cair 3%. Mas no dia anterior estava subindo 2%, então a queda real foi de 5%. Tenho a maior parte dos investimentos em FIIs que se seguraram, e como estava comprado no dólar então amenizou a queda. Diante do ocorrido posso dizer que tive um bom mês.

  7. RKinvestimentos Reply

    Olá Uo, o que vc andou comprando em no mês de maio?
    Abraço
    Bagual

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      haha, imaginei que alguém ia perguntar, não coloquei no texto para não ficar muito extenso, mas vamos lá…

      Ações: PINE4, TCSA3, CIEL3, CMIG3, TRPN3, ETER3, LEVE3, STBP3, TPIS3, VLID3, ABEV3 e OFSA3
      FIIS: FEXC11, PRSV11 e FAED11

      That’s it!

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Ah, tb comprei JBSS3 mas vendi no dia seguinte com lucro de 10% e vendi metade das BOBR4 com lucro de 40%.

    • hfreis Reply

      Uo, ta comprando VLID3 ainda? Ta só que cai hein…..

      • Ábaco Líquido Post author

        Sempre que cai 1 real compro mais um pouco, rs. Deve ter pegado uma ordem de compra minha hoje em 15,15. Acho que chega lá nos 13 reais ainda este mês.

  8. KB Investimentos Reply

    Uó,

    Quanto ao Sell in May and Go Away, lembro de ter lido pela primeira vez no livro do Siegel. Fiquei super empolgado e testei no Brasil com os dados do Ibovespa. Não encontrei nenhuma evidência de que funciona aqui.
    Li também que poderia ter a ver com o fato de o calor e as férias de verão chegarem no hemisfério norte mais ou menos nessa época e que, por isso, os investidores costumam vender suas ações para gastar mais dinheiro.
    Quando chega o fim do ano e o frio vem junto, eles passam a levar uma vida mais frugal e, assim, voltam a comprar, fazendo as ações subirem novamente.

    Abraço.

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Ah KB, se o mercado fosse tão simples assim… venda tudo e saia correndo… coloquei este termo no texto só para ilustrar mesmo, como já dizia Nelson Rodrigues…

      toda unanimidade é burra

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.