Carta Mensal aos Cotistas (Junho/2017)

Junho foi um mês de indefinição, tanto no setor político quanto no setor financeiro. A bolsa de valores ficou no campo negativo durante todo mês mas nos últimos dias engatou um movimento de recuperação acabando por marcar um gol nos 45 do segundo tempo. Em Brasília as reformas tão aguardadas pelo mercado caminham a passos lentos o que explica o movimento lateral da bolsa nas últimas semanas. A boa notícia é que os indicadores econômicos de junho de 2017 mostram que a inflação continua em queda livre: o IGP-M apresentou mais um mês de queda na inflação e a expectativa para o IPCA é também de deflação. 

O evento deste mês de junho foi o tão aguardado julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), responsável pela administração do processo eleitoral e pelo julgamento de conflitos derivados do funcionamento dos partidos políticos e das eleições. Por 4 votos a 3, o TSE decidiu absolver a chapa Dilma-Temer no processo em que ela era acusada do crime de abuso de poder político e econômico, por meio de financiamento ilegal da campanha. Também foram rejeitadas a cassação de Michel Temer e a inelegibilidade de Dilma Roussef. A maioria dos ministros não levou em consideração os depoimentos dos delatores da Odebrecht e do casal João Santana e Mônica Moura, por entender que a lei eleitoral não permite a inclusão desses elementos no processo.

indicadores economicos junho-2017

Gilmar Mendes: “Eu não quero interromper a Vossa Excelência.”
Herman Benjamin: “Mas já interrompeu.”

Gilmar Mendes: “Daqui a pouco, Benjamin vai querer ouvir até os delatores da JBS. Provavelmente semana que vem, teríamos que esperar possível delação de (o ex-ministro) Palocci. Para mostrar que o argumento de Vossa Excelência é falacioso.”
Herman Benjamin: “Só os índios não contactados da Amazônia não sabiam que a Odebrecht havia feito colaboração.”

Gilmar Mendes: “Vossa Excelência só está brilhando porque eu, como seu amigo, contribuí para isso. Essa ação só existe graças ao meu empenho, modéstia às favas. Eu insisti na abertura desse processo. Vossa Excelência é relator, tá brilhando aí na televisão no Brasil todo, nesse caso me deve.”
Herman Benjamin: “Vossa Excelência sabe que eu prefiro o anonimato. Processo que se discute qualquer natureza não deve ter nenhum glamour pessoal. Não escolhi ser relator, preferia não ter sido relator. Cumpri o que foi deliberado pelo Plenário.”

Gilmar Mendes: “O TSE cassa mais mandatos do que ditadura.”
Herman Benjamin: “O TSE cassa quem é contra a democracia.”

Indicadores Econômicos em Junho de 2017

A tabela de indicadores econômicos abaixo apresenta os principais índices financeiros registrados em junho de 2017. Estes dados são compilados pelo portal Valor Data e podem ser encontrados sempre atualizados nesta página.

indicadores economicos junho 2017

Taxa SELIC Junho 2017

A taxa SELIC em junho de 2017 ficou em 0,81%, um pouco menos que no mês passado quando fechou em 0,93%. No ano de 2017 o acumulado da taxa SELIC é de 5,65%. No acumulado dos últimos 12 meses a taxa SELIC está em 12,87%.

CDI Junho 2017

A exemplo da taxa SELIC, o CDI em junho de 2017 ficou em 0,81%, um pouco menos que no mês passado quando fechou em 0,93%. No ano de 2017 o acumulado do CDI é de 5,65%. No acumulado dos últimos 12 meses o CDI está em 12,85%.

CDB Junho 2017

O CDB em junho de 2017 ficou em 0,71%. No ano de 2017 o acumulado do CDB é de 4,8%. No acumulado dos últimos 12 meses o CDI está em 10,7%.

Poupança Junho 2017

O rendimento da poupança em junho de 2017 foi de 0,55%. No ano de 2017 o acumulado da poupança é de 3,54%. No acumulado dos últimos 12 meses a rentabilidade da poupança está em 7,82%.

IBovespa Junho 2017

Nem as preocupações em torno das reformas trabalhistas e da previdência, nem as preocupações sobre o futuro do presidente foram suficientes para derrubar a bolsa neste mês de junho de 2017. Embalada por uma forte alta nas commodities (principalmente minério de ferro), o bom desempenho nos últimos pregões do mês fez o IBovespa fechar a 62.899 pontos (alta de 0,3% no mês). No ano a alta está em 4,44%.

Dólar Junho 2017

O dólar fechou junho de 2017 com a maior alta mensal desde novembro passado, após a eleição americana. O semestre termina negativo para o real, que contabiliza o segundo pior desempenho global no período, resultado da súbita mudança de cenário ocorrida em maio, após as delações da JBS contra o presidente Michel Temer. O dólar comercial fechou esta sexta-feira em R$ 3,3145 com alta de 2,41% – maior alta desde o salto de 6,23% de novembro de 2016, quando os mercados estiveram sob efeito do resultado da eleição presidencial americana. Já o dólar turismo encerrou o mês vendido a R$ 3,47, em alta de 0,58% no mês e de 2,06% no ano. No acumulado do primeiro semestre de 2017, o dólar avança 1,97%. Isso faz do real a moeda com o segundo pior desempenho global, melhor apenas que o peso argentino, que cai 4,53% ante o dólar no mesmo intervalo.

IPCA Junho 2017

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu 0,23 por cento em junho, após alta de 0,31 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. No acumulado de 12 meses até junho, o IPCA teve alta de 3,00 por cento, contra alta 3,60 por cento do mês anterior. Pesquisa da Reuters apontou que a expectativa de analistas era de queda de 0,17 por cento em junho, acumulando em 12 meses alta de 3,06 por cento. A última vez em que o IPCA apresentou deflação foi em junho de 2006, quando a taxa caiu 0,21%, segundo o IBGE. Neste ano, a inflação ficou bem baixa para os padrões brasileiros. Ela fechou em 3,14% no acumulado de 12 meses, a menor desde 1998.

ipca junho 2017

IGP-M Junho 2017

O IGP-M de junho de 2017 foi mais uma vez negativo (deflação) com queda de 0,67 por cento, depois de recuar 0,93 por cento no mês anterior informou nesta quinta-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumula recuo de -1,95% no ano e passou para o terreno negativo também no acumulado em 12 meses, com queda de -0,78%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Contas Públicas Junho 2017

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 30,736 bilhões em maio, recorde para o mês, em meio ao contínuo descompasso entre receitas em queda e despesas em alta e que coloca em xeque o cumprimento da meta fiscal deste ano. Em pesquisa Reuters com analistas, a expectativa para maio era de rombo primário de R$ 21,05 bilhões. O resultado foi o pior para o mês desde o início da série do Banco Central em 2001.

Desemprego Junho 2017

A taxa de desemprego ficou em 13,3% no trimestre encerrado em maio de 2017, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua divulgados  pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em igual período de 2016, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 11,2%.

Meus Investimentos em Junho de 2017

Apesar do IBOV ter fechado no positivo e também do IFIX ter apresentado alta em junho, minha rentabilidade geral no mês foi negativa, ou seja, perdi dinheiro. Vamos aos dados…

Rentabilidades

A rentabilidade geral dos meus investimentos em junho de 2017 foi de -0,14%. No ano a rentabilidade acumulada caiu de 10,29% para 10,10%. No histórico a rentabilidade geral está em 27,26%.

indicadores economicos junho 2017 investimentos

A rentabilidade negativa deste mês foi muito influenciada pelo fraco desempenho da carteira de ações. Enquanto o IBOV teve ligeira alta de 0,30% em junho, minha carteira de ações caiu -2,08%. No entanto, neste ano as ações possuem valorização de 8,99% contra 4,44% do índice.

indicadores economicos junho 2017 rentabilidade acoes

Em junho, as ações da minha carteira que tiveram maiores quedas foram: NATU3 (-21%), BPAN4 (-16%), ESTC3 (-16%), BOBR4 (-15%) e LOGN3 (-14%). As ações que tiveram maiores alta foram: TPIS3 (29%),  OFSA3 (26%) e BEEF3 (13%). Veja no radar de ações as demais ações da minha carteira e os desempenhos individuais de cada uma.

Como mostra o gráfico abaixo, o IBOV trabalhou no campo negativo durante todo o mês de junho mas, a partir do dia 21, reverteu a tendência de baixa de curto prazo fechando no campo positivo em junho.

indicadores economicos junho 2017 ibov

Neste mês de junho minha carteira de fundos imobiliários teve um bom desempenho superando o índice de FIIs. Enquanto o IFIX teve ligeira alta de 0,85%, minha carteira de FIIs subiu 1,24%. No ano, meus FIIs sobrem 9,44% contra 11,25% do IFIX.

indicadores economicos junho 2017 rentabilidade fiis

O IFIX esteve no campo negativo durante alguns dias no início desde mês de junho mas na segunda quinzena iniciou um movimento de leve alta. Neste ano de 2017 o IFIX continua performando melhor do que o IBOV. Os fundos imobiliários estão sentindo mais positivamente o início do ciclo do afrouxamento monetário (queda da taxa de juros).

indicadores economicos junho 2017 ifix

Os FIIs que mais caíram em junho foram: TRXL11 (-7%), FIIP11 (-3%) e BRCR11 (-1%). Enquanto os que mais subiram foram: SDIL11 (6%), NSLU11 (5%) e HGJH11 (3%). Veja no radar de FIIs os demais FIIs da minha carteira e os desempenhos individuais de cada um.

Neste mês de junho não realizei nenhuma operação no dólar. Fiquei esperando um recuo maior para executar a compra de um mini-contrato mas acabei perdendo o timing.

indicadores economicos junho 2017 dolar

Proventos

Neste mês de junho o dividend yield das ações foi de 0,27% e dos FIIs foi de 0,71%. O dividend yield geral foi de 0,49%. A dy médio das ações está em 0,32% e dos FIIs em 0,97%. O dy médio geral está em 0,66%. Abaixo é apresentado o gráfico histórico de proventos.

indicadores economicos junho 2017 dividendos

Nos últimos meses estava obtendo um dy nos FIIs na casa dos 0,9%. Em função da queda do IPCA e do IGPM as distribuições de FIIs de papel como o FEXC11 tem caído. Isto explica a queda abrupta no dy deste mês. Também tenho comprado FIIs com alta vacância o que está fazendo o dy cair mês a mês.

Alocação de Ativos

O percentual alocado na renda fixa caiu de 11,6% em abril para 10% em junho, ou seja, estou novamente com exposição em renda variável na casa dos 90%. Desde janeiro tenho realizado compras de ações e FIIs e consumindo parte do caixa disponível. O gráfico abaixo apresenta a evolução da alocação de ativos.

indicadores economicos junho 2017 alocacao ativos

Neste mês realizei várias compras de ações, ao todo foram quase 20 ordens executadas e neste momento estou com umas 10 ainda não executadas. Também realizei um pequena rebalanceamento na carteira de FIIs vendendo um pouco de MXRF11 e RBRD11 e comprando HGCR11, EDGA11 e XTED11. No próximo mês irei executar a subscrição do VRTA11.

Day-Trade

Neste mês de junho realizei 12 operações day-trade com mini-índice em 8 pregões. Operei 1 mini contrato em cada operação tendo obtido resultado positivo em todas as operações. Abaixo a planilha de registro de operações.

indicadores economicos junho 2017 day trade

O gráfico abaixo apresenta a curva histórica de acumulação de capital nas operações day-trade.

indicadores economicos junho 2017 trade

suno research recomendação

7 comentários em “Carta Mensal aos Cotistas (Junho/2017)

  1. Anônimo Responder

    Parabéns pela carteira UÓ!

    Poderia dizer a corretora que utiliza para daytrade? Gostei dos valores praticados.

    Desde já agradeço,

    Anônimo.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Valeu Anon!

      Estou usando para day-trade a corretora Mirae e também a Walpires. Mas me parece que já tem corretoras com corretagens menores. Depois vou fazer uma pesquisa e publicar.

      Abraço!

  2. Cowboy Investidor Responder

    Parabéns UÓ pela carteira.
    Bons investimentos.

    Você que fez vários posts maravilhosos sobre declaração de IR talvez saiba me responder.
    Estou com uma pendência no IR sobre despesas com dentista. A clínica pediu para dividir a NF em 5x, uma a cada mês. Sendo cada uma de 2k. Alegando que ficaria pesado para eles. Na hora de declarar eu fiz as 5 em separado, ou seja, declarando as 5 de 2k, mas isso não está batendo com a receita e estou tendo pendências no IR. Você tem alguma idéia do erro?
    Desde já agradeço.

    Abraços.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Olá Cowboy!

      Sugiro que você vá lá na clínica e apure como eles fizeram o lançamento. É preciso que o lançamento deles bata com o seu. Se tiver batendo, terá que ir em um posto da Receita com as notas fiscais para solicitar maiores esclarecimentos.

      Abraço!

  3. José Leite Sobrinho (pessoa física, aposentada e sem site) Responder

    Embora eu só seja investidor no VGBL e nos Fundos BB Parceria 10 e Di 500 (este com resgate automátoco em C/C), e viva fora do mundo da renda variável, adorei o conteúdo desta publicação. Seus resumos e suas tabelas incluem justamente o conteúdo de que eu gostaria de dispor.
    Parabéns!

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Boa noite Sobrinho!

      Agradeço o apreço! Este tipo de feedback me mostra que estou sendo útil de alguma forma.

      Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.