Carta Mensal aos Cotistas (Julho/2017)

Resumão dos indicadores econômicos em julho de 2017: CDI e Taxa SELIC fecharam o mês com rendimento de 0,8%, poupança antiga e nova tiveram rendimento de 0,56%, IBOV teve alta de 4,8%, IFIX teve queda de -0,39%, Dólar teve queda de -5,92%, Euro teve queda de -2,49%, IGP-M teve deflação de -0,72% e o IPCA está estimado para 0,15% neste mês de julho.

O grande evento que sacudiu os mercados neste mês de julho foi sem dúvida a condenação de Lula pelo juiz Sergio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em um dos cinco processos a que responde na Justiça. Mesmo condenado em primeira instância, Lula poderá ser candidato e eventualmente eleito?  Sim. O ex-presidente foi condenado apenas em primeira instância, por um órgão monocrático. Para que a lei da ficha limpa seja aplicada, o petista precisa ser condenado criminalmente por um órgão colegiado, caso do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Se esta corte mantiver a decisão de Moro, o ex-presidente ficaria inelegível. Mas vale ressaltar que o TRF-4 pode levar de um ano a dois para dar a decisão final. Caso ela não aconteça antes das eleições, Lula poderá se candidatar.

indicadores economicos julho 2017

Lula foi condenado em primeira instância a 9 anos e meio de prisão 

O último pregão de julho de 2017 foi marcado por mais uma alta do Ibovespa, que fechou o mês com ganhos de quase 5%. Em um mês que começou turbulento na política, algumas vitórias do governo no Congresso  e a melhora do humor com as reformas ajudaram o índice a ter um bom desempenho.

“Embora as atenções sigam voltadas à temporada de balanços, o lado “macro” se mantém favorável, em nossa opinião, permitindo que a volatilidade siga relativamente baixa e investidores sigam com elevado apetite por risco”, escreveram os analistas da Guide Investimentos em relatório a clientes.

A combinação entre um arrefecimento nas tensões políticas domésticas e uma melhora significativa na demanda por risco global foi a responsável pela queda do dólar em julho. O Euro também apresentou queda. O exterior positivo beneficiou o câmbio emergente como um todo.

Indicadores Econômicos em Julho de 2017

A tabela de indicadores econômicos abaixo apresenta os principais índices financeiros registrados em julho de 2017. Estes dados são compilados pelo portal Valor Data e podem ser encontrados sempre atualizados nesta página.

indices financeiros julho 2017

Indicadores econômicos em julho de 2017

Taxa SELIC em Julho de 2017

A taxa SELIC em julho de 2017 ficou em 0,80%, um pouco menos que no mês passado quando fechou em 0,81%. No ano de 2017, o acumulado da taxa SELIC é de 6,5%. No acumulado dos últimos 12 meses, a taxa SELIC está em 12,52%.

CDI em Julho de 2017

A exemplo da taxa SELIC, o CDI em julho de 2017 ficou em 0,80%, um pouco menos que no mês passado quando fechou em 0,81%. No ano de 2017, o acumulado do CDI é de 6,49%. No acumulado dos últimos 12 meses, o CDI está em 12,51%.

CDB em Julho de 2017

O CDB em julho de 2017 ficou em 0,70%, um pouco menos que no mês passado quando fechou em 0,71%. No ano de 2017, o acumulado do CDB é de 5,54%. No acumulado dos últimos 12 meses, o CDI está em 10,45%.

Poupança em Julho de 2017

O rendimento da poupança em julho de 2017 foi de 0,56%, um pouco mais que no mês passado quando fechou em 0,55%. No ano de 2017, o acumulado da poupança é de 4,12%. No acumulado dos últimos 12 meses, a rentabilidade da poupança está em 7,71%.

IBovespa em Julho de 2017

O Ibovespa fechou com alta de 4,80% em julho de 2017. No ano, a alta é de 9,45%. Apesar do movimento de valorização do índice neste mês, as transações continuam concentradas no curto prazo, sem disposição dos investidores em assumir estratégias de longo prazo. Hoje, o Ibovespa subiu 0,65% e marcou 65.920 pontos. Pelo gráfico abaixo podemos ver que a tendência ainda é de alta no curto prazo.

ibovespa julho 2017

IBovespa em tendência de alta no curto prazo

Os resultados positivos dos recentes balanços trimestrais têm animado os investidores, mas não têm sido suficientes para tirar o Ibovespa do patamar dos 65 mil pontos. Ainda há incertezas sobre a evolução da crise política e o equilíbrio do déficit fiscal. O fraco giro financeiro reflete o clima do mercado, que segue em compasso de espera do andamento do processo contra Temer no congresso.

Dólar em Julho de 2017

O dólar fechou julho de 2017 com a maior queda para julho da série histórica. A moeda americana fechou o mês com queda de quase 6%, a maior em 13 meses e a mais forte para meses de julho desde pelo menos 1999, ano da mudança de regime cambial. O dólar terminou a sessão desta segunda-feira com desvalorização de 0,51%, a R$ 3,1182. Em julho, a queda foi de 5,92%.

dolar julho 2017

Dólar em tendência de queda no curto prazo

Isso deixa o real no posto de moeda com melhor desempenho entre 33 pares da divisa americana. No ano, o dólar recua 4,07%. A queda do dólar para patamares pré-delação da JBS, porém, não equivale a dizer que o prêmio de risco foi zerado. Isso porque vários profissionais no mercado entendem que a taxa de câmbio estaria abaixo de R$ 3,00 por dólar sem o “evento Joesley”.

Juro Futuro em Julho de 2017

Na véspera da divulgação da ata do Comitê de Política Monetária, investidores evitaram grandes movimentações no mercado de DI da B3. Para o gestor sênior de renda fixa da Absolute Investimentos, Renato Botto, se a ata confirmar o tom do comunicado, o mercado vai interpretar como um caminho livre a novas vendas de juros. Ele cita a previsão para Selic de 7,85% ao fim deste ano. O gestor vê pressão limitada à inflação. Junto com o câmbio comportado e a economia frágil, o IPCA deverá fechar este ano em 3,3% e provavelmente ficar abaixo de 4% em 2018.

Com o “trade” de política monetária ainda curso, as taxas curtas ainda se mostram mais atrativas que as longas, diz o gestor. “Os juros longos só vão cair de verdade quando for retomada a discussão sobre a reforma da Previdência.” Ainda nesta segunda-feira, chamou a atenção a queda dos juros reais embutidos nas NTN-B. O comentário é que bancos estariam comprando NTN-B para zerar posições vendidas no papel resultantes de contratação, pela Petrobras, de “hedge”. A operação estaria ligada à demanda da estatal por proteção após ter assumido passivo em vencimentos de NTN-B em emissão de R$ 5 bilhões em debêntures.

IGP-M Julho 2017

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou -0,72%, em julho de 2017. Em junho, o índice variou -0,67%. Em julho de 2016, a variação foi de 0,18%. A variação acumulada em 2017, até julho, é de -2,65%. Em 12 meses, o IGP-M registrou taxa de -1,66%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) apresentou taxa de variação de -1,16%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,04%, em julho. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em julho, taxa de variação de 0,22%.

IPCA Julho 2017

Com o processo de queda dos preços, a prévia da inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), registrou deflação de 0,18% em julho de 2017. Esse é o menor patamar para o mês em 14 anos e o melhor desempenho do indicador desde setembro de 1998 (-0,44%). Com esse resultado, o índice desceu de 3,52% para 2,78% nos últimos 12 meses, a menor variação nessa base de comparação desde março de 1999, e resultou em uma taxa acumulada de 1,44% no primeiro semestre de 2017. A estimativa é que o IPCA em julho de 2017 fique em torno de 0,15% o que daria 1,34% no ano e 2,62% nos últimos 12 meses.

ipca junho 2017Inflação medida pelo IPCA em queda livre

Meus Investimentos em Julho de 2017

Julho de 2017 foi um bom mês para meus investimentos. Tanto FIIs quanto ações apresentaram boas altas. Vamos aos números…

Rentabilidades

A rentabilidade geral dos meus investimentos em julho de 2017 foi de 2,05%. No ano, a rentabilidade acumulada subiu de 10,10% para 12,36%. No histórico, a rentabilidade geral está em 29,87%.

indicadores economicos julho 2017 rentabilidades

A rentabilidade positiva deste mês foi muito influenciada pelo bom desempenho da carteira de ações. Enquanto o IBOV teve alta de 4,8% em julho, minha carteira de ações subiu 5,02%. No ano, as ações apresentam valorização de 14,21% contra 9,45% do índice.

indicadores economicos julho 2017 rentabilidades acoes

Em julho, as ações da minha carteira que tiveram maiores quedas foram: OFSA3 (-14%), LEVE3 (-13%) e EUCA4 (-12%). As ações que tiveram maiores alta foram: ESTC3 (40%), CTAX3 (39%), TRPN3 (29%), ADHM3 (26%), PMAM3 (23%), BOBR4 (22%), QGEP3 (21%) e BAUH4 (21%). Veja no radar de ações as demais ações da minha carteira e os desempenhos individuais de cada uma.

Neste mês de julho, minha carteira de fundos imobiliários teve uma leve alta de 0,38% enquanto o IFIX teve queda de -0,39%. No ano, meus FIIs sobem 9,83% contra 10,82% do IFIX.

indicadores economicos julho 2017 rentabilidades fiis

Os FIIs que mais caíram em julho foram: BRCR11 (-10%), MXRF11 (-5%) e SPTW11 (-4%). Enquanto os que mais subiram foram: PQDP11 (9%), TRXL11 (7%) e MFII11 (5%). Veja no radar de FIIs os demais FIIs da minha carteira e os desempenhos individuais de cada um.

Hedge

Estou comprado em 1 mini-contrato de dólar em R$ 3,2. Hoje realizei a rolagem para o contrato wdou17. Gostaria de comprar mais 1 mini-contrato entre R$ 3,0 e R$ 3,1.

Proventos

Neste mês de julho o dividend yield das ações foi de 0,13% e dos FIIs foi de 0,69%. O dividend yield geral foi de 0,39%. A dy médio das ações está em 0,32% e dos FIIs em 0,97%. O dy médio geral está em 0,65%. Abaixo é apresentado o gráfico histórico de proventos.

indicadores economicos julho 2017 proventos

Alocação de Ativos

O percentual alocado na renda fixa caiu de 10% em junho para 8,3% em julho. A alocação em ações (46,6%) superou a alocação em FIIs (45,1%) neste mês. Apesar de não estar vendendo FIIs, tenho aportado mais em ações do que em FIIs nos últimos meses o que explica esta superação. O gráfico abaixo apresenta a evolução da alocação de ativos.

indicadores economicos julho2017 alocacao ativos

Day-Trade

Neste mês de julho realizei 7 operações day-trade com mini-índice em 5 pregões. Operei 1 mini contrato em cada operação tendo obtido resultado positivo em todas as operações. Abaixo a planilha de registro de operações nos últimos meses.

planilha day trade

O gráfico abaixo apresenta a curva histórica de acumulação de capital nas operações day-trade.

indicadores economicos julho 2017 day trade

suno research recomendação

6 thoughts on “Carta Mensal aos Cotistas (Julho/2017)

  1. Pobre Japa Reply

    Uó, seu acompanhamento das operações DayTrade são bem interessantes. Pelo visto você tem uma pequena meta diária, que assim que a atinge, para as operações.. é isso?

    Abraços

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala Japa!

      Não tenho meta diária, tem dia que o mercado dá mais, tem dia que não dá nada. O que der… tá valendo, rs.

      Abraço!

  2. Cowboy Investidor Reply

    Olá UÓ,

    Sua rentabilidade foi excelente. Parabéns!

    Eu nunca acreditei nesse índice de inflação do governo. Para mim é manipulada. Como uma inflação está baixa sendo que os preços dos produtos estão sempre aumentando?

    Abraços.

    • Ábaco Líquido Post authorReply

      Fala Cowboy! Poderia até ter sido melhor a rentabilidades, mas perdi uns 1.000 reais de ajustes no hedge do dólar em andamento,rs
      Realmente não vejo nada diminuir de preço, rs.
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.