Eleições 2018 – Pesquisa Eleitoral: As eleições gerais em 2018 serão realizadas simultaneamente em todo o país para eleger o presidente e o vice-presidente da República, os governadores e seus vices, senadores, deputados federais e estaduais.

O calendário das Eleições 2018 no Brasil foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 10 de novembro de 2015. O primeiro turno aconteceu no dia 2 de outubro e o segundo turno será no dia 30 de outubro. Vale lembrar que as datas podem ser alteradas com a divulgação oficial do calendário eleitoral pelo TSE.

  • 2 de outubro de 2017: Termina o prazo para o candidato trocar o seu domicílio eleitoral para o município que irá concorrer.
  • 1 de janeiro de 2018: Torna-se obrigatório o registro das pesquisas eleitorais realizadas pelos institutos de pesquisas.
  • 5 de março de 2018: Último dia para comunicação das instruções das Eleições 2018 pelo TSE.
  • 2 de abril de 2018: Prazo limite para o candidato estar filiado a um partido.
  • 4 de maio de 2018: Data final para o eleitor solicitar a inscrição ou alterar o título de eleitor, transferir o domicílio eleitoral, regularizar a situação ou requerer a transição para Seção Eleitoral Especial (destinada aos eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida).
  • 13 de junho a 3 de agosto 2018: Fase em que são escolhidos os integrantes das Mesas Receptoras.
  • 5 de julho de 2018: Passa a ser permitido ao candidato a propaganda intrapartidária visando sua nomeação à candidatura. É vetado o uso de rádio, televisão e outdoor.
  • 20 de julho a 5 de agosto de 2018: Período no qual os partidos estão autorizados a promover convenções para a definição dos candidatos.
  • 3 de agosto de 2018: Data limite para o eleitor solicitar a segunda via do título de eleitor fora do seu domicílio eleitoral.
  • 15 de agosto de 2018: Final do prazo para os partidos políticos e coligações registrarem seus candidatos.
  • 16 de agosto de 2018: Início da propaganda eleitoral.
  • 26 de agosto de 2018: Começa a propaganda eleitoral gratuita através do rádio e televisão.
  • 13 de setembro de 2018: Prazo limite para a definição e comunicação dos partidos políticos à Justiça Eleitoral dos gastos de campanha dos candidatos.
  • 15 de setembro de 2018: É publicado pela Justiça Eleitoral o relatório das receitas em dinheiro coletadas pelos partidos políticos para patrocinar as campanhas eleitorais.
  • 22 de setembro de 2018: Prazo final para o eleitor requisitar em seu domicílio eleitoral a segunda via do Título de Eleitor.
  • 29 de setembro de 2018: Fim da propaganda eleitoral gratuita veiculadas no rádio e na televisão.
  • 30 de setembro de 2018: Termina o período da exibição de propaganda eleitoral paga.
  • 2 de outubro de 2018: Primeiro turno.
  • 3 de outubro de 2018: Início da propaganda eleitoral referente ao segundo turno, somente a partir das 17h.
  • 5 de outubro de 2018: Último dia para o mesário que abandonou a votação no primeiro turno justificar sua ausência.
  • 28 de outubro de 2018: Encerramento da propaganda eleitoral gratuita através do rádio e da televisão associada ao segundo turno.
  • 29 de outubro de 2018: Acaba a propaganda eleitoral paga relativa ao segundo turno.
  • 30 de outubro de 2018: Segundo turno.



DataPoder – 16/08/2017 (Fonte O Antagonista)

Bolsonaro Crescendo

Jair Bolsonaro teve um crescimento extraordinário. Na pesquisa DataPoder360, ele aparece sempre em segundo lugar. No cenário com Lula e Geraldo Alckmin, como já dissemos, ele chega a 25%. No cenário com João Doria, a coisa é mais apertada: Lula tem 31%, Jair Bolsonaro tem 18% e o tucano tem 12%, quase na margem de erro. Sem Lula no páreo, é uma barbada: Jair Bolsonaro sobe para 27% e Geraldo Alckmin arranca com 9%.

bolsonaro marina

Marina na Berlinda

Marina Silva morreu. Isso fica claro na pesquisa do DataPoder360. Nos cenários com Lula, ela tem 3%. Nos cenários sem Lula, ela tem 6% e 8%. Lula comeu todos os votos que ela tinha à esquerda. Jair Bolsonaro comeu todos os votos que ela tinha como candidata fora do eixo PT-PSDB.

DataFolha – 02/10/2017 (Fonte Estado de Minas)

Mesmo condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as intenções de voto para presidente da República em 2018, segundo a última pesquisa do instituto Datafolha. Em diferentes cenários, o petista aparece com pelo menos 35% das intenções de voto, em vantagem significativa sobre o principal adversário. Na segunda colocação, há um empate técnico entre Jair Bolsonaro (PSC) e Marina Silva (Rede). Em distintos cenários, ele tem entre 16% e 17%, e ela varia de 13% a 14%.

lula data folha 2018

Pela primeira vez na série de pesquisas do Datafolha, Lula lidera também em todos os cenários de segundo turno. A exceção seria uma eventual disputa com o juiz Sérgio Moro – nesse caso, haveria empate técnico. Em junho, o petista teria entre 29% e 30% das intenções de voto e os dois presidenciáveis (Bolsonaro e Marina) em segundo lugar, respectivamente, 16% e 15%. O levantamento consultou 2.772 pessoas, em 194 municípios e foi feito na quarta e na quinta-feira. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


suno research recomendação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.