Eleições 2018 – Apuração: As eleições gerais em 2018 serão realizadas simultaneamente em todo o país para eleger o presidente e o vice-presidente da República, os governadores e seus vices, senadores, deputados federais e estaduais. Acompanhe aqui a apuração de votos das eleições 2018.

Dentre os assuntos relativos à preparação das urnas para a votação, a norma do TSE destaca a participação, durante o período de carga e lacração, de representantes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil, dos partidos e das coligações, que podem fazer a conferência dos dados. A resolução ainda estabelece que o TSE deve disponibilizar em seu Portal, até a véspera da votação, arquivo contendo as correspondências esperadas entre urna e seção eleitoral.

No dia marcado para a votação, às 7h, será feita a verificação do material entregue e da urna eletrônica, bem como se estão presentes os fiscais dos partidos e das coligações. Concluídas as verificações, o presidente da mesa receptora de votos e da mesa receptora de justificativas emitirá o relatório Zerésima – que indica que não há nenhum voto contabilizado na urna –, o qual será assinado por ele, pelos demais mesários e fiscais dos partidos e das coligações que o desejarem.

Cabe também ao presidente declarar iniciada a votação às 8h. Ao final dos trabalhos (17h), ele deve, entre outros, proceder o encerramento da urna, remeter à Junta Eleitoral a mídia de resultado acondicionada em embalagem lacrada, duas vias do boletim de urna, o relatório Zerésima, os requerimentos de justificativa eleitoral, o caderno de votação e a ata da mesa receptora. Ele ainda deve reter em seu poder uma das vias do boletim de urna e, com base nela, conferir os resultados da respectiva seção divulgados na página do TSE.

A norma estabelece que só serão admitidos a votar os eleitores cujos nomes estiverem cadastrados na seção eleitoral, sendo que na cabina de votação, é vedado ao eleitor portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto. No caso dos eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida, é permitida a assistência de outra pessoa, que não poderá estar a serviço da Justiça Eleitoral, de partido ou de coligação.

Quanto à ordem de votação na urna eletrônica, serão exibidos primeiramente para o eleitor os painéis referentes às eleições proporcionais e, em seguida, os referentes às eleições majoritárias, na seguinte ordem: deputado federal; deputado estadual ou distrital; senador primeira vaga; senador segunda vaga; governador; e presidente da República. No que se refere à votação por cédulas, a resolução determina que ela ocorra apenas diante da impossibilidade da utilização do sistema eletrônico de votação.

O TSE fará a totalização final da eleição para os cargos de presidente e vice-presidente da República, cabendo aos TREs proceder à totalização para os demais cargos. Após as eleições, ministros do TSE sorteados redigirão relatórios das votações para cada um dos seis grupos: 1 – Amazonas, Alagoas, São Paulo e Tocantins; 2 – Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul; 3º – Ceará, Sergipe, Maranhão e Goiás; 4 – Rio de Janeiro, Paraná, Pará e Piauí; 5 – Bahia, Pernambuco, Paraíba e Santa Catarina; e 6 – Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Acre, Amapá, Roraima e Rondônia.

Fonte



Como Funciona a Apuração dos Votos das Eleições 2018

O processo de apuração dos votos tem início logo após o fim da votação, às 17h. Até chegar à totalização dos votos, os dados saem das sessões eleitorais, passam pelos Tribunais Regionais Eleitorais e por fim pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que divulga oficialmente o resultado das eleições em tempo real no seu site pela internet. O procedimento está sob a responsabilidade das juntas apuradoras, formadas a partir das Juntas Eleitorais.

eleicoes 2018 apuração

Etapas da Apuração dos Votos

Antes de tudo, para a urna eletrônica estar apta a receber os votos dos eleitores é preciso imprimir a zerésima, um documento que comprova que a urna não possui nenhum voto registrado para nenhum dos candidatos. Com a zerésima emitida, a urna pode ser utilizada normalmente.

Com a votação finalizada, a urna é encerrada por um mesário, sob a presença de representantes dos partidos políticos, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e é inciado o processo de apuração dos votos, que funciona de acordo com as seguintes etapas:

  1. São impressas cinco cópias do boletim de urna, sendo uma delas fixada na seção eleitoral. O boletim de urna é um documento que exibe todos os votos registrados durante a votação, incluindo os brancos e nulos, o total de eleitores que votaram, a hora de encerramento da votação e a identificação da zona e seção eleitoral que a urna estava instalada. A ordem dos votos aparece de forma aleatória, para que não haja nenhuma ligação dos votos com os eleitores.
  2. O boletim de urna, além de ser impresso, é armazenado em um dispositivo digital que será levado a um ponto de transmissão nos cartórios eleitorais, onde os dados, que são codificados, serão transmitidos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) através de uma rede virtual exclusiva da Justiça Eleitoral. Nos municípios mais distantes e nas aldeias indígenas essas informações são envidas por satélite.
  3. Ao chegar no TRE, todos os requisitos de segurança são verificados, e estando de acordo com a normalidade, as informações são descodificadas, os votos são contabilizados.
  4. Os votos computados são publicados na internet, para que os fiscais dos partidos possam confirmar se os dados recebidos pelo TRE foram os mesmos que estão no boletim impresso pela urna que foi fixado na seção eleitoral.
  5. Os votos apurados pelos TREs são enviados ao TSE, que divulga a totalização de todos os boletins de urna em tempo real pela internet.

É importante lembrar que os votos em branco e nulo não são introduzidos no cálculo da totalização dos votos, pois não são considerados válidos, eles são apresentados apenas como dados estatísticos.

Fonte



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.