Novo Prisma 2017

Veja como era e como ficou o sedã esportivo mais querido do Brasil. Veja também onde as projeções erraram.

Uma das principais novidades do novo Chevrolet Prisma 2017 é o sistema multimídia Mylink2, que permite maior integração entre o veículo e o smartphone do usuário, e que agora também conta com o sistema OnStar – tecnologia permite, por exemplo, comandar funções do veículo pelo aplicativo para celular, como bloquear e localizar o automóvel em caso de roubo, receber orientações de navegação e socorro em caso de acidente.

Com a nova tecnologia é possível, por exemplo, ditar e ouvir mensagens de texto por meio do sistema de áudio do veículo, obter itinerários com as condições atualizadas de trânsito, fazer buscas de pontos de interesse e até mesmo acessar aplicativos bastantes populares, entre eles o WhatsApp, de troca de mensagens, e o Spotify e o TuneIn, de músicas online.

Outra característica da segunda geração do Mylink do Novo Prisma é a tela de sete polegadas de alta resolução com tecnologia multitouch. Similar à de smartphones, ela permite reorganizar os ícones do menu inicial e acionar os comandos diretamente na tela, por exemplo.

Por conseguir identificar telefones com o sistema operacional iOS e Android, o multimídia projeta menus com as interfaces próprias de cada um deles para a rápida familiarização do usuário e também funciona por comandos de voz.

Além disso a porta USB permite agora conectar por meio de um hub externo dois dispositivos USB e um iPod, por exemplo, enquanto até 10 celulares podem ser emparelhados com o sistema Bluetooth, sendo que somente um celular pode ser conectado de cada vez.

O aparelho informa data, hora e temperatura externa e permite ainda configurar vários parâmetros, como se o travamento das portas será automático ou qual período os faróis deverão permanecer acesos após o acionamento do alarme.

Nova Geração

A atual geração do Chevrolet Prisma foi lançada em 2013 no Brasil e atualmente é o sedã compacto mais vendido do país, passando agora por sua primeira reestilização. As alterações seguem a nova linguagem global de design da Chevrolet, já presentes em outros modelos, como o Novo Cruze.

Na mecânica, os motores são basicamente os mesmos 1.0 e 1.4 de quatro cilindros utilizados desde o lançamento dos dois modelos, mas com mudanças para melhorar o rendimento. Pistões, bielas, sistema de arrefecimento e central de controle eletrônico são novos, enquanto o processo de brunimento do bloco e o tipo de lubrificante sofreram alterações.

Com as mudanças, o motor 1.4 manteve os mesmos números de potência e torque (98/106 cv e torque de 13/13,9 kgfm a 4.800 rpm com gasolina e etanol, respectivamente), mas ficou mais eficiente, com redução no consumo de até 18% (Onix)  e 22% (Prisma). A marca não divulgou os dados do propulsor 1.0.

Os compactos estreiam ainda o sistema de direção com assistência elétrica (antes era hidráulica) e as transmissões também são novas. A caixa manual agora tem seis marchas, enquanto a caixa automática, que já tinha seis velocidades, ganhou melhorias para tornar as trocas mais rápidas e lineares mesmo nas trocas manuais. Completam o pacote de mudanças os freios retrabalhados e a suspensão recalibrada, com o objetivo de melhorar o comportamento em altas velocidades.

Frente

Veja como era a versão 2016 e como estava sendo prevista pelo mercado a versão 2017…

prisma 2017 frente

A dianteira ostenta um capô ligeiramente mais longo e inclinado e traz mais vincos esculpidos. Os faróis cresceram ao adotar formato mais delgado, enquanto os filetes de LED (na versão LTZ) criaram uma assinatura luminosa. A alteração da grade tornou-a mais alongada e integrada, aumentando a percepção de horizontalidade do veículo. Apesar de agora delimitada pelos faróis, a peça continua bipartida – tradição em modelos da marca Chevrolet.

novo prisma 2017 frente

Traseira

Veja como era a versão 2016 e como estava sendo prevista pelo mercado a versão 2017…

prisma 2017 traseira

Na traseira, destacam-se as novas lanternas, o para-choque remodelado e a tampa do porta-malas, que ganhou uma espécie de aerofólio esculpido na parte superior da própria peça. Na base esquerda da tampa do porta-malas fica o logotipo “ECO”, que identifica que o carro possui novos sistemas para melhor eficiência energética. O porta-malas continua sendo de 500 litros. O Novo Prisma 2017 tem entreeixos de 2.528 mm, largura de 1.705 mm, mas ficou 35 centímetros mais comprido, com 4.282 mm.

novo prisma 2017 traseira

suno research recomendação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.