Como Fazer um iPhone

Em 9 de janeiro de 2007, durante a MacWorld, Steve Jobs anunciava o celular mais revolucionário de todos os tempos, algo que colocaria a Apple no topo da comunicação móvel: o iPhone. A principal revolução deste smartphone foi remover o teclado físico com a utilização da tecnologia touch. O celular conquistou fãs no mundo todo ao integrar iPod e celular em um único aparelho. Sempre que uma nova versão do iPhone é lançada filas quilométricas de consumidores se formam nas principais capitais do mundo. O fanatismo é tanto que os consumidores são capazes de passar a madrugada na fila para serem os primeiros a comprar o aparelho. O que muitos não sabem é que é possível fazer seu próprio iPhone.

A boa notícia é que para fazer seu próprio iPhone você precisará apenas comprar algumas peças de camelô. A má noticia é que você precisará dar um pulinho ali na China, rs.

História do iPhone

A história do iPhone começou um pouco depois da criação do iPod, quando Steve Jobs decidiu que a empresa deveria entrar no mercado de telefonia móvel. A ideia de um novo aparelho parecia ser relativamente simples: juntar um celular com um iPod.

A primeira tentativa da Apple ocorreu através de uma parceria com a Motorola e a Cingular Wireless, empresa de telefonia móvel da AT&T para desenvolvimento de um aparelho inovador: o ROKR. Contudo, o projeto acabou não vingou.

historia iphone

Após esta primeira tentativa, Steve Jobs percebeu que a Apple deveria desenvolver seu próprio celular. Mesmo assim, no novo projeto manteve sua parceria com a Cingular. Por volta de 2005, os melhores engenheiros da empresa foram escalados para dar início ao desenvolvimento do iPhone.

A Apple desenvolveu o iPhone através uma colaboração sem precedentes com a AT&T, anteriormente Cingular Wireless. O custo estimado de desenvolvimento da colaboração foram de 150 milhões de dólares ao longo de um período de trinta meses.

Revolução de Costumes

Conforme descrito em uma reportagem do site TechTudo, O grande mérito da Apple foi conseguir entregar aos seus consumidores um hardware poderoso, com um sistema operacional fácil de usar e que explorava ao máximo as possibilidades de uma tela de toque.

O glamour da marca Apple também ajudou a alavancar o produto no momento do seu lançamento. Contudo, o estrondoso aumento de vendas que veio a seguir e a cada nova versão do aparelho não poderia ser fruto apenas disso, mas sim de um produto que ganhou a confiança e simpatia do público.

steve jobs iphone

Ainda que o lançamento do iPhone tenha mudado o mercado e a própria Apple, o ponto mais importante desse sucesso é justamente o impacto causado na vida das pessoas. A primeira grande mudança foi fazer pessoas comuns e com pouco conhecimento tecnológico se acostumaram a usar um aparelho que só funcionava através de toques na tela.

O sistema operacional do aparelho, chamado inicialmente de iPhoneOS e depois renomeado para iOS, foi pioneiro em transformar a experiência de usar um smartphone em algo trivial e intuitivo. Assim, a cada nova versão do aparelho e do iOS, ações como jogar, fotografar, ouvir música, conectar-se a redes sociais, bater papo, gerenciar compromissos e tantas outras atividades, tornaram-se fáceis e rotineiras.

Acredite ou Não

O site Acredite ou Não fez uma compilação de alguns fatos interessantes coletados ao longo da história do iPhone, veja alguns deles:

  • A primeira apresentação do aparelho foi realizada em um espaço de eventos chamado de Moscone Center, em São Francisco. E não na sede da Apple, diferente das apresentações dos modelos futuros.
  • Ainda durante a apresentação do primeiro iPhone, Steve Jobs brincou dizendo que apresentaria três produtos que estavam no mesmo nível do Macintosh (1984) e do iPod (2001). Na verdade, ele só apresentaria um único aparelho que juntaria as funções de navegador de Internet, celular e iPod touch screen.
  • O iPhone tornou-se o aparelho eletrônico mais vendido da história, com mais de 1 bilhão de aparelhos vendidos ao longo do tempo.
  • Graças ao iPhone, o sistema operacional Android foi desenvolvido pelo Google, que hoje detém mais de 80% do mercado de smartphones.
  • Steve Jobs ficou tão furioso com a criação do sistema Android, que disse “Eu vou destruir o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a começar uma guerra nuclear. “

apple vs android

  • A Samsung faz cerca de 30% dos chips A8 que entram no iPhone 6.
  • Steve sempre achou que seus projetos eram copiados. Primeiro, começou com o sistema operacional Windows, que hoje conquistou mais de 90% do mercado de computadores. Ele disse que o sistema era uma cópia do Mac. E segundo, claro, o Android, que supostamente havia copiado os elementos centrais do iOS.
  • Um iPhone tem cerca de 75 elementos – dois terços da tabela periódica.
  • A Samsung foi processada pela Apple, por ter supostamente plagiado o iPhone. A empresa de Steve Jobs alegou, no processo, que a Samsung infringiu a identidade visual da Home Screen do iPhone e a traseira preta do mesmo aparelho. Como resultado, a empresa Coreana teve que pagar mais US$ 1 bilhão para a Apple.
  • O primeiro modelo do iPhone possuía uma memória total de 8GB, tinha uma “maravilhosa” câmera de 2 megapixels (que ainda não gravava vídeos) e uma falta que todos os usuários perceberam, o aparelho não vinha equipado com Internet 3G, em um período que já era comum nos aparelhos mais caros. Além disso, o celular só funcionava com a operadora norte-americana AT&T.
  • O primeiro iPhone não foi nada bem nas vendas, forçando a Apple à reduzir o preço do aparelho, de US$ 599 para US$ 399.
  • Graças ao iPhone, a Apple se tornou a empresa mais lucrativa da história. Em 2015, ela tinha uma receita total de US$ 182,8 bilhões. Desde que abriu seu capital, em dezembro de 1980, a Apple já viu seu valor de mercado saltar 50.600%, sendo que metade desse desempenho ocorreu desde janeiro de 2012. No dia 11 de fevereiro de 2015 a Apple valia US$ 727,3 bilhões contra US$ 723,5 bilhões de todas as empresas brasileiras. Essa foi a primeira e única vez na história do mercado que a bolsa brasileira passou a valer menos que a Apple.

apple bovespa

  • Steve Jobs não queria aplicativos no iPhone. Os únicos que eram permitidos no celular eram os próprios fabricados pela Apple. Se alguma empresa quisesse desenvolver programas para o aparelho, eles deveriam ser Web Apps (basicamente, páginas de internet reformatadas), que limitavam muito sua velocidade e recursos. A empresa ficou ciente do erro e, em março de 2008, abriu o iPhone para aplicativos de verdade.
  • Cada anúncio do iPhone exibe o horário às 9h41, hora em que Steve Jobs revelou o primeiro modelo em 2007.
  • Em 2010, um funcionário da Apple esqueceu um protótipo do iPhone 4 na mesa de um bar. O aparelho estava camuflado, envolto por uma gaze que dava a ele a aparência do iPhone 3. Porém, o site de tecnologia Gizmodo teve acesso ao celular, tirou a camuflagem e revelou para o mundo, em abril do mesmo ano, o novo modelo. O problema é que o novo iPhone seria lançado oficialmente apenas dois meses depois do ocorrido. Steve Jobs ficou muito furioso e entrou na Justiça – a polícia foi acionada para pegar o celular de volta.
  • Se você tivesse comprado um iPhone em 1991, parte por parte, custaria em torno de US$ 3,56 milhões.
  • No lançamento do iPhone 4, uma grande surpresa surgiu no aparelho, o novo design revolucionário, com antenas expostas que corriam pelas bordas, tinha um gravíssimo problema. Se você segurasse o celular de um determinado jeito, sua mão cobriria o iPhone inteiro e ele perderia o sinal. Esse caso bizarro envolvendo a Apple foi chamado de Antennagate, e provocou uma enorme confusão. Primeiramente, a Apple negou o problema. Até que, mais tarde, distribuiu capas grátis para os donos do iPhone 4.
  • A Apple recuperou 2.204 quilos de ouro de iPhones quebrados em 2015. Isso vale cerca de US$ 40 milhões.
  • Pela primeira vez, em 15 anos, o lucro da Apple caiu em 2016. A queda foi de apenas 5%, e se deve à saturação natural do mercado – uma boa parte das pessoas que desejam e podem ter o iPhone já possui um).
  • Na Apple Store do Japão, houve um fã que ficou esperando na fila sete meses antes para comprar o iPhone
  • Um iPhone contém cerca de 0,03 gramas de ouro, 0,34 gramas de prata e 0,00034 gramas de platina, no valor de US$ 1,52, US $0,24 e US$ 0,017, respectivamente.
  • O iPhone 5 mais caro do mundo valia US$ 15 milhões. Foi feito com 135 gramas de ouro de 24 quilates e o chassi foi embutido com 600 diamantes brancos.

iphone de ouro

suno research recomendação

6 thoughts on “Como Fazer um iPhone

  1. Charlito Responder

    Comprei um iPhone 4 ontem no Sou Barato. 380 reais com frete. Se não tiver stress com a entrega, com certeza vou comprar outro iPhone nesse site, daqui a 10 anos.

  2. investidorinternacional Responder

    Olá Uó,

    Muito bacana esse vídeo.

    Já assisti ao documentário Shenzhen – O Silicon Vallay da China e mostrava justamente esses camelôs cheios de peças e dizia justamente que você conseguiria montar um celular com o que encontrasse ali.

    Abçs!

  3. Misael Responder

    Ótimo artigo.
    Mostra para a sociedade o que certas pertas pessoas fazem para compra um celular e pior compram e não sabem utilizar todas as funções.
    Compram caríssimo por um celular, mas ajudar em casa com as contas jamais ( pois conheço).
    Mas o artigo é bem legal de ler.

    • Ábaco Líquido Autor do postResponder

      Obrigado Misa!

      Meu celular estava custando 75 reais na última black friday. Acho que nunca terei um iPhone, meu estilo de vida não carece, mas acho que qualquer família hoje em dia precisa ter pelo menos um smartphone, mas na maior parte dos casos um já basta.

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.